São Paulo acelera adesão a sistema de inspeção e ações em programa para erradicar aftosa - Balde Branco

O Esta­do de São Pau­lo está ace­le­ran­do dois pro­ces­sos impor­tan­tes para a defe­sa sani­tá­ria ani­mal, o que vai favo­re­cer diver­sas cadei­as produtivas

 
 
 
 
 

São Paulo acelera adesão a sistema de inspeção e ações em programa para erradicar aftosa

Por Ana Maio — Jor­na­lis­ta da Supe­rin­ten­dên­cia Fede­ral de Agri­cul­tu­ra de São Pau­lo – SFA-SP

O Minis­té­rio da Agri­cul­tu­ra, Pecuá­ria e Abas­te­ci­men­to (Mapa) repas­sou na últi­ma sex­ta-fei­ra (5) ori­en­ta­ções para que as duas fren­tes sejam agi­li­za­das. A reu­nião acon­te­ceu na Secre­ta­ria de Agri­cul­tu­ra e Abas­te­ci­men­to de São Pau­lo e teve a par­ti­ci­pa­ção do secre­tá­rio de Defe­sa Agro­pe­cuá­ria do Mapa, José Gui­lher­me Leal.

Um dos pro­ces­sos é a ade­são ao Sis­bi-POA (Sis­te­ma Bra­si­lei­ro de Ins­pe­ção de Pro­du­tos de Ori­gem Ani­mal). A par­tir da obten­ção da equi­va­lên­cia, pro­du­tos como mel, ovos, lei­te, car­ne e deri­va­dos ins­pe­ci­o­na­dos pelo Ser­vi­ço de Ins­pe­ção de Pro­du­tos de Ori­gem Ani­mal do Esta­do de São Pau­lo (Sisp) pode­rão ser ven­di­dos em qual­quer Esta­do da fede­ra­ção. O secre­tá­rio esta­du­al de Agri­cul­tu­ra, Ita­mar Bor­ges, rela­tou que as exi­gên­ci­as estão sen­do cum­pri­das e arti­cu­lou, jun­to à Supe­rin­ten­dên­cia Fede­ral de Agri­cul­tu­ra de São Pau­lo (SFA-SP), a ampli­a­ção do apoio já oferecido.

“Fal­tam peque­nos ajus­tes e o gover­na­dor está pres­tes a assi­nar o decre­to”, dis­se Ita­mar. José Gui­lher­me ficou satis­fei­to com o avan­ço do pro­ces­so e colo­cou o minis­té­rio à dis­po­si­ção. “A ade­são de São Pau­lo ao Sis­bi-POA é estra­té­gi­ca”, afirmou.

A supe­rin­ten­den­te Andréa Mou­ra já aci­o­nou ser­vi­do­res para pres­tar todo o supor­te neces­sá­rio, já que a ade­são esta­du­al ao Sis­bi-POA é uma deman­da rele­van­te do setor produtivo.

FEBRE AFTO­SA

Ita­mar Bor­ges, seus asses­so­res pró­xi­mos e a equi­pe téc­ni­ca liga­da à sani­da­de ani­mal demons­tra­ram for­te empe­nho em avan­çar com o Pro­gra­ma Naci­o­nal de Erra­di­ca­ção e Pre­ven­ção da Febre Afto­sa (PNE­FA). A estra­té­gia prin­ci­pal des­te pro­gra­ma é a implan­ta­ção pro­gres­si­va e manu­ten­ção de zonas livres da doen­ça, de acor­do com as dire­tri­zes esta­be­le­ci­das pela Orga­ni­za­ção Mun­di­al de Saú­de Ani­mal (OIE).

Em fun­ção do com­pro­me­ti­men­to inter­na­ci­o­nal do Bra­sil, o Mapa tem acom­pa­nha­do com a máxi­ma aten­ção toda a mobi­li­za­ção dos Esta­dos que pre­ten­dem ascen­der ao sta­tus de “livre de afto­sa sem vaci­na­ção”. “Não pode­mos errar. Ao soli­ci­tar a mudan­ça de sta­tus à OIE toda a estru­tu­ra e docu­men­ta­ção não podem ser con­tes­ta­das”, expli­cou o dire­tor do Depar­ta­men­to de Saú­de Ani­mal e Insu­mos Pecuá­ri­os do Mapa, Geral­do Mar­cos de Moraes.

Segun­do ele, em caso de não apro­va­ção, o Esta­do pode­ria ser pena­li­za­do com a vol­ta da vaci­na­ção obri­ga­tó­ria em três meses, o que é total­men­te inviá­vel. Geral­do dis­se que o país tinha sete indús­tri­as que pro­du­zi­am a vaci­na con­tra a doen­ça, mas ago­ra só exis­tem três.

Luís Fer­nan­do Bian­co, coor­de­na­dor da CDA (Coor­de­na­do­ria de Defe­sa Agro­pe­cuá­ria) da secre­ta­ria esta­du­al apre­sen­tou todo o inves­ti­men­to fei­to recen­te­men­te para que a vaci­na­ção seja encer­ra­da. O Esta­do adqui­riu veí­cu­los, está con­tra­tan­do pes­so­al admi­nis­tra­ti­vo para libe­rar téc­ni­cos para o tra­ba­lho de cam­po, pre­pa­ra o pla­no de ação exi­gi­do e arti­cu­la a cri­a­ção do fun­do pri­va­do para manu­ten­ção do status.

“O Esta­do de São Pau­lo tem avan­ça­do bas­tan­te no apri­mo­ra­men­to das ações de defe­sa agro­pe­cuá­ria e vamos con­ti­nu­ar ofe­re­cen­do supor­te para que todas as exi­gên­ci­as da OIE sejam cum­pri­das”, dis­se Andréa. A equi­pe da secre­ta­ria des­ta­cou a von­ta­de polí­ti­ca para a fina­li­za­ção dos dois pro­ces­sos, o que é fun­da­men­tal para que os resul­ta­dos sejam alcançados.

Além das auto­ri­da­des cita­das aci­ma, par­ti­ci­pa­ram da reu­nião Dani­lo Tadashi Kami­mu­ra e Cel­so Tor­res, da SFA-SP; Fran­cis­co Mat­tur­ro, secre­tá­rio exe­cu­ti­vo da SAA; Ricar­do Loren­zi­ni, che­fe de gabi­ne­te da SAA; Ari­el Men­des, asses­sor ins­ti­tu­ci­o­nal da SAA; Bru­no Bér­ga­mo, Wil­li­an Alves Cor­rea, Fer­nan­do Bucha­la, Wan­der Dias e Adri­a­no Mace­do Debi­az­zi, todos da CDA.

Rolar para cima