Troféu Agroleite abre votação para escolha dos melhores da cadeia leiteira - Balde Branco

“Os bezer­ros com até 15 dias de vida mere­cem aten­ção espe­ci­al, pois a cama­da de gor­du­ra ain­da não pos­sui espes­su­ra sufi­ci­en­te para pro­te­ção con­tra o frio e pode desen­ca­de­ar defi­ci­ên­ci­as na imu­ni­da­de”, aler­ta a vete­ri­ná­ria Joa­na Mei­re­les, téc­ni­ca naci­o­nal da Agrozootec

Roupas próprias para bezerros e lâmpadas de aquecimento são alternativas emergenciais para enfrentar a onda de frio 

As ondas de frio inten­so e a apro­xi­ma­ção do iní­cio do inver­no acen­de o aler­ta para os cui­da­dos para aque­ci­men­to dos ani­mais, em espe­ci­al aque­les mais jovens. Bus­car for­mas de pro­te­ção é o que reco­men­dam os téc­ni­cos para evi­tar que as bai­xas tem­pe­ra­tu­ras pos­sam cau­sar problemas.

Alter­na­ti­va para os bezer­ros de lei­te, prin­ci­pal­men­te, são as rou­pas pro­te­to­ras fei­tas nas medi­das para esses ani­mais, fabri­ca­das oxford ou rips­top. Prin­ci­pal­men­te para os ani­mais recém-nas­ci­dos elas são essen­ci­ais para aque­ci­men­to, con­tri­buin­do para o melhor bem-estar.

Pro­du­to­res podem valer-se ain­da de lâm­pa­das de aque­ci­men­to, em espe­ci­al para bezer­rei­ros fecha­dos ou em casi­nhas. A téc­ni­ca mui­to comum para aves e suí­nos ain­da é pou­co difun­di­da em bovi­nos, porém está sen­do uma alter­na­ti­va para enfren­tar os dias mais fri­os do ano pre­vis­tos pela meteorologia.

“Os bezer­ros com até 15 dias de vida mere­cem aten­ção espe­ci­al, pois a cama­da de gor­du­ra ain­da não pos­sui espes­su­ra sufi­ci­en­te para pro­te­ção con­tra o frio e pode desen­ca­de­ar defi­ci­ên­ci­as na imu­ni­da­de”, aler­ta a vete­ri­ná­ria Joa­na Mei­re­les, téc­ni­ca naci­o­nal da Agrozootec.

Ela expli­ca que o aque­ci­men­to por meio de lâm­pa­das já pra­ti­ca­do pelos cri­a­do­res de aves e suí­nos é reco­men­da­do para os bezer­ros, inclu­si­ve uti­li­zan­do as mes­mas lâm­pa­das. “A luz ver­me­lha é mais sua­ve e pro­mo­ve mai­or con­for­to, já que a lumi­no­si­da­de é menos inten­sa”. Exis­tem ain­da lâm­pa­das de cerâ­mi­ca que pro­du­zem calor, porém, sem emi­tir luz.

“Essas alter­na­ti­vas emer­gen­ci­ais estão a mão do pro­du­tor, pois podem-se encon­trar lâm­pa­das pró­pri­as para aque­ci­men­to de ani­mais em agro­pe­cuá­ri­as e coo­pe­ra­ti­vas, com cus­to aces­sí­vel e a potên­cia pode vari­ar entre 60 W até 250 W ”. Joa­na faz o aler­ta que as lâm­pa­das de led, mui­to comuns atu­al­men­te, não ser­vem para aque­ci­men­to; ape­nas para iluminação.

A vete­ri­ná­ria res­sal­ta que bus­car alter­na­ti­vas de aque­ci­men­to duran­te perío­dos de frio inten­so é impor­tan­te, pois o “estres­se tér­mi­co tam­bém pode ocor­rer em situ­a­ções de bai­xas tem­pe­ra­tu­ras, prin­ci­pal­men­te em ani­mais jovens e/ou mal­nu­tri­dos, sen­do estes mais sus­cep­tí­veis aos efei­tos da hipo­ter­mia poden­do ocor­rer até mor­ta­li­da­de”. Ani­mais em pas­ta­gens devem ter locais com pro­te­ção e abri­go. É impor­tan­te estar aten­to e pro­te­ger o rebanho.

Fon­te: Agrozootec