Qualidade do leite rastreada - Balde Branco

Quan­do o assun­to é lei­te, não há con­sen­so. Até mes­mo quan­do se tra­ta de home­na­geá-lo. No dia pri­mei­ro de junho come­mo­rou-se o Dia Mun­di­al do Lei­te. Já no pró­xi­mo dia 24 é o Dia Inter­na­ci­o­nal do Lei­te. Por que duas datas? Não sei… Mas, no Dia Mun­di­al, pro­fe­ri pales­tra na Câma­ra dos Depu­ta­dos, em Bra­sí­lia, em even­to orga­ni­za­do pela Asso­ci­a­ção G100. No Dia Inter­na­ci­o­nal pre­ten­do estar em Ijuí, Rio Gran­de do Sul, sain­do de Cha­pe­có, San­ta Cata­ri­na, para tam­bém pro­fe­rir pales­tra, a con­vi­te do Sin­di­lat-RS. Nos dois casos, o assun­to é o mes­mo: o SIMQL. Mas, o que é o SIMQL?

A amos­tra de lei­te da sua pro­pri­e­da­de todo mês é enca­mi­nha­da para um dos 10 labo­ra­tó­ri­os cre­den­ci­a­dos pelo Mapa-Minis­té­rio da Agri­cul­tu­ra, Pecuá­ria e Abas­te­ci­men­to, com o obje­ti­vo de ava­li­ar a qua­li­da­de e, por con­sequên­cia, defi­nir o adi­ci­o­nal a ser incor­po­ra­do ao pre­ço a ser pago. Toda­via, a uti­li­da­de des­ta amos­tra vai mui­to mais além de for­mar pre­ço. Se agru­pa­dos os dados, é pos­sí­vel moni­to­rar a qua­li­da­de do lei­te bra­si­lei­ro. Isso, toda­via, não acon­te­ce facil­men­te. Ou não acon­te­cia, até agora.

O Sis­te­ma de Moni­to­ra­men­to da Qua­li­da­de do Lei­te Bra­si­lei­ro, tra­du­zi­do pela sigla SIMQL, é uma fer­ra­men­ta ino­va­do­ra, que per­mi­te conhe­cer a qua­li­da­de do lei­te de dife­ren­tes for­mas, sob as óti­cas espa­ci­al, tem­po­ral e temá­ti­ca. Em ter­mos espa­ci­ais, é pos­sí­vel fazer um zoom nos dados e ir da macror­re­gião até ao muni­cí­pio, con­si­de­ran­do as variá­veis que tra­du­zem a qua­li­da­de do lei­te: con­ta­gem total de bac­té­ri­as (CBT), con­ta­gem de célu­las somá­ti­cas (CCS), teor de gor­du­ra, teor de pro­teí­na, lac­to­se, extra­to seco e extra­to seco desengordurado.

É pos­sí­vel com­pa­rar regiões entre si ou afe­rir o com­por­ta­men­to des­sas sete variá­veis ao lon­go de anos ou de meses. Tam­bém é pos­sí­vel moni­to­rar a qua­li­da­de do lei­te entre­gue em cada um dos entre­pos­tos ou uni­da­des fabris, que tenham a cer­ti­fi­ca­ção do SIF-Ser­vi­ço de Ins­pe­ção Fede­ral em todo o Brasil.

Con­fi­ra a colu­na com­ple­ta na edi­ção de junho de Bal­de Branco

Rolar para cima