Ape­sar da tec­no­lo­gia ser uma gran­de ali­a­da, é neces­sá­rio um pro­fis­si­o­nal capa­ci­ta­do para ope­rá-la. Segun­do o ins­tru­tor cre­den­ci­a­do jun­to ao Senar-MT, Dimi­try Bulaty, mes­mo a empre­ga­bi­li­da­de sen­do alta no esta­do, o setor ain­da care­cia de mão de obra qualificada

 
 

Profissionais capacitados contribuem para o déficit de mão de obra na mecanização agrícola 

Aten­to às exi­gên­ci­as do mer­ca­do, Fran­cis­co Gleid­son Gabri­el de Oli­vei­ra, ope­ra­dor de máqui­nas agrí­co­las, tem pro­cu­ra­do man­ter os conhe­ci­men­tos sem­pre atu­a­li­za­dos. O últi­mo trei­na­men­to que par­ti­ci­pou foi o de Tec­no­lo­gia de pre­ci­são em máqui­nas agrí­co­las. “Tudo que apren­di, já colo­quei em prá­ti­ca no dia a dia”.

Ofer­ta­do pelo Sin­di­ca­to Rural de Alta Flo­res­ta em par­ce­ria com o Ser­vi­ço Naci­o­nal de Apren­di­za­gem Rural de Mato Gros­so (Senar-MT), o trei­na­men­to pro­por­ci­o­nou a Fran­cis­co o conhe­ci­men­to sobre as tec­no­lo­gi­as de pre­ci­são nas ope­ra­ções com máqui­nas agrícolas.

O avan­ço da tec­no­lo­gia no cam­po per­mi­tiu à agri­cul­tu­ra o uso de diver­sos tipos de equi­pa­men­tos como sen­so­res, máqui­nas e sis­te­mas inte­gra­dos para oti­mi­zar a pro­du­ção e redu­zir o des­per­dí­cio des­de as semen­tes até a colheita.

Ape­sar da tec­no­lo­gia ser uma gran­de ali­a­da, é neces­sá­rio um pro­fis­si­o­nal capa­ci­ta­do para ope­rá-la. Segun­do o ins­tru­tor cre­den­ci­a­do jun­to ao Senar-MT, Dimi­try Bulaty, mes­mo a empre­ga­bi­li­da­de sen­do alta no esta­do, o setor ain­da care­cia de mão de obra qualificada.

“A mai­o­ria das pro­pri­e­da­des em Mato Gros­so já con­tam com a tec­no­lo­gia de pre­ci­são, mas ain­da fal­ta ope­ra­do­res capa­ci­ta­dos para tra­ba­lhar nas máqui­nas. Por meio dos trei­na­men­tos, o Senar-MT aju­da a capa­ci­tar pes­so­as para o meio”.

O trei­na­men­to que tem car­ga horá­ria de 40 horas, tem em sua pro­gra­ma­ção con­teú­dos como a Ori­gem da Tec­no­lo­gia de Pre­ci­são, Infor­má­ti­ca apli­ca­da à agri­cul­tu­ra de pre­ci­são, Uti­li­za­ção do Recep­tor GNSS, além da prá­ti­ca rea­li­za­da em máqui­nas de últi­ma geração. 

Além da capa­ci­ta­ção espe­cí­fi­ca o Senar-MT, em par­ce­ria com os Sin­di­ca­tos Rurais, ofer­ta outros 350 cur­sos para a for­ma­ção pro­fis­si­o­nal rural. Ofe­re­ce ain­da pro­gra­mas e pro­je­tos como Muti­rão Rural que leva cer­ca de 30 tipos de ser­vi­ço para aten­der o homem do campo.

Os inte­res­sa­dos em conhe­cer melhor os ser­vi­ços ofer­ta­dos pelo Senar-MT, pro­cu­re o Sin­di­ca­to Rural de seu muni­cí­pio que é o prin­ci­pal par­cei­ro da instituição.

Fon­te: Asses­so­ria de Comu­ni­ca­ção do Senar-MT

 




Rolar para cima