Prof. Zequinha está entre os cientistas mais influentes do mundo - Balde Branco

Tra­ba­lho de José Luiz Mora­es Vas­con­ce­los, men­tor do GERAR, é reco­nhe­ci­do pela Uni­ver­si­da­de de Stanford

Professor Zequinha está entre os cientistas mais influentes do mundo

Em um ano em que todos bus­cam res­pos­tas na ciên­cia, a Uni­ver­si­da­de de Stan­ford, nos Esta­dos Uni­dos, publi­cou um ran­king no qual indi­ca os 100 mil cien­tis­tas mais influ­en­tes do mun­do, em todos os cam­pos, até 2019. Des­se total, 600 são brasileiros.

O gru­po que con­du­ziu a lis­ta levou em con­si­de­ra­ção dois fato­res – o impac­to do pes­qui­sa­dor ao lon­go de sua car­rei­ra e os impac­tos de sua atu­a­ção. Nes­se gru­po de bra­si­lei­ros, estão espe­ci­a­lis­tas de diver­sas uni­ver­si­da­des e de ins­ti­tui­ções de pes­qui­sa: Embra­pa, INPE, Fapesp etc.

Den­tre os cien­tis­tas clas­si­fi­ca­dos, encon­tra-se o médi­co-vete­ri­ná­rio José Luiz Mora­es Vas­con­ce­los, da UNESP/Botucatu. Conhe­ci­do como Pro­fes­sor Zequi­nha, é par­cei­ro da Zoe­tis, há mui­tos anos. Cri­a­dor do GERAR (Gru­po Espe­ci­a­li­za­do em Repro­du­ção Apli­ca­da ao Reba­nho), em 2006, é o res­pon­sá­vel pela aná­li­se dos dados repro­du­ti­vos cole­ta­dos pelos téc­ni­cos nas pro­pri­e­da­des de todo o Bra­sil. “Ele foi um dos pio­nei­ros a tra­zer a IATF para o País como uma das téc­ni­cas revo­lu­ci­o­ná­ri­as da pecuá­ria. Não à toa, o GERAR hoje é o mai­or ban­co de infor­ma­ções sobre repro­du­ção bovi­na aqui. Isso é fru­to do tra­ba­lho con­tí­nuo de téc­ni­cos qua­li­fi­ca­dos e da aná­li­se do pro­fes­sor. Para nós, esse é o jus­to reco­nhe­ci­men­to de alguém que tem como pro­pó­si­to de vida a edu­ca­ção e a pro­mo­ção da efi­ci­ên­cia repro­du­ti­va em bovi­nos”, diz Oci­lon Sá Filho, Geren­te Téc­ni­co da Zoetis.

“Fiquei mui­to feliz com esse reco­nhe­ci­men­to da comu­ni­da­de cien­tí­fi­ca, que não é ape­nas meu, mas de um gru­po de pes­so­as. Tudo o que foi rea­li­za­do con­tou com a con­tri­bui­ção dire­ta de alu­nos de gra­du­a­ção e de pós-gra­du­a­ção, além das feli­zes par­ce­ri­as com pro­fes­so­res de uni­ver­si­da­des ame­ri­ca­nas, como o cur­so Novos Enfo­ques na Pro­du­ção e Repro­du­ção de Bovi­nos. Para mim, o mais impor­tan­te é saber que esse tra­ba­lho per­mi­tiu mai­or enten­di­men­to a res­pei­to dos fato­res que influ­en­ci­am um sis­te­ma de pro­du­ção e, con­se­quen­te­men­te, mai­or pro­du­ti­vi­da­de no cam­po. Valeu a pena o esfor­ço”, come­mo­ra o Pro­fes­sor Zequinha.

Fon­te: Asses­so­ria de comu­ni­ca­ção da Zoetis

 

Rolar para cima