Produtores do Norte de Minas Gerais investem na raça Girolando para aumentar produtividade - Balde Branco

“A região hoje tem cer­ca de 13 asso­ci­a­dos, sen­do que 10 des­tes se tor­na­ram asso­ci­a­dos após o iní­cio da ação de fomen­to em 2018. Estão todos mui­to empol­ga­dos em atu­ar na pecuá­ria lei­tei­ra, pois per­ce­be­ram que a ati­vi­da­de bem exe­cu­ta­da, com ado­ção de gené­ti­ca e outras tec­no­lo­gi­as, tem boa ren­ta­bi­li­da­de”, asse­gu­ra o supe­rin­ten­den­te Téc­ni­co da Giro­lan­do, Lean­dro Paiva.

Produtores do Norte de Minas Gerais investem na raça Girolando para aumentar produtividade

Pre­si­den­te do Sin­di­ca­to Rural de Mon­tes Cla­ros José Avelino

O Nor­te de Minas vem ampli­an­do os reba­nhos lei­tei­ros nos últi­mos anos. A Asso­ci­a­ção Bra­si­lei­ra dos Cri­a­do­res de Giro­lan­do está rea­li­zan­do uma ação de fomen­to na região para que a raça seja a opção dos pro­du­to­res de lei­te locais. Recen­te­men­te, o supe­rin­ten­den­te Téc­ni­co da enti­da­de, Lean­dro Pai­va, este­ve por 10 dias no Nor­te de Minas para ori­en­tar os pro­du­to­res em rela­ção à sele­ção da raça e implan­ta­ção dos ser­vi­ços de  Regis­tro Gene­a­ló­gi­co e Con­tro­le Lei­tei­ro Oficial.

“A região hoje tem cer­ca de 13 asso­ci­a­dos, sen­do que 10 des­tes se tor­na­ram asso­ci­a­dos após o iní­cio da ação de fomen­to em 2018. Estão todos mui­to empol­ga­dos em atu­ar na pecuá­ria lei­tei­ra, pois per­ce­be­ram que a ati­vi­da­de bem exe­cu­ta­da, com ado­ção de gené­ti­ca e outras tec­no­lo­gi­as, tem boa ren­ta­bi­li­da­de”, asse­gu­ra o supe­rin­ten­den­te Téc­ni­co da Giro­lan­do. Ele visi­tou pro­pri­e­da­des em vári­os muni­cí­pi­os, den­tre eles Mon­tes Cla­ros, Bocaiú­va, Fran­cis­co Sá e Ica­raí de Minas. 

A visi­ta ter­mi­nou na Fazen­da Gua­ri­bas, loca­li­za­da à bei­ra do Rio São Fran­cis­co, que é de pro­pri­e­da­de da Famí­lia Jan­sons. A pro­du­ção de lei­te atu­al é de 5.600 kg/dia, com pro­je­ção para 7.000 nos pró­xi­mos 90 dias. O reba­nho é fecha­do. “A Fazen­da Gua­ri­bas é pro­va de que mes­mo em con­di­ções adver­sas se con­se­gue pro­du­zir de for­ma efi­ci­en­te. Bas­ta apli­car tec­no­lo­gi­as e venham aten­der às neces­si­da­des da região”, asse­gu­ra Paiva.

Con­fi­ra a maté­ria na TV Bal­de Branco:

 

Rolar para cima