Produtores de leite de referência melhoram resultados com Programa Gerenciamento 360, da Auster - Balde Branco

Produtores de leite de referência melhoram resultados com Programa Gerenciamento 360, da Auster 

A Aus­ter Nutri­ção Ani­mal reu­niu impor­tan­tes pro­du­to­res de lei­te, par­ti­ci­pan­tes do ran­king TOP 100 – edi­ção 2020, do por­tal Milk­Point, que, jun­tos, res­pon­dem pela pro­du­ção diá­ria de mais de 214 mil litros. O obje­ti­vo foi com­par­ti­lhar expe­ri­ên­ci­as e apre­sen­tar os pon­tos-cha­ves que garan­tem o suces­so das pro­pri­e­da­des, além da apre­sen­ta­ção do Pro­gra­ma de Geren­ci­a­men­to 360°, que acom­pa­nha todos os aspec­tos rele­van­tes para a obten­ção da máxi­ma pro­du­ti­vi­da­de e sani­da­de das vacas lei­tei­ras. O even­to seguiu todos os pro­to­co­los sani­tá­ri­os e de dis­tan­ci­a­men­to social.

Entre os pro­du­to­res con­vi­da­dos, par­ti­ci­pa­ram Fazen­da Colo­ra­do, mai­or pro­du­to­ra de lei­te do país pelo 7º ano con­se­cu­ti­vo com 75.053 litros/dia (Ara­ras, SP); Agrin­dus, com 60.258 litros/dia (Des­cal­va­do, SP); Gru­po ACP, com 46.511 litros/dia (Car­mo do Rio Cla­ro, MG); e Agro­pe­cuá­ria Fini, com 32.339 litros/dia (Cas­tro, PR).

“É um momen­to his­tó­ri­co para Aus­ter reu­nir expo­en­tes da pecuá­ria lei­tei­ra, res­pon­sá­veis por 214 mil litros de lei­te por dia. Além dis­so, dá mui­to orgu­lho con­tri­buir para o aumen­to da pro­du­ti­vi­da­de e da repro­du­ção des­sas pro­pri­e­da­des fan­tás­ti­cas”, decla­rou Wili­am Tab­choury, geren­te da Uni­da­de de Bovi­nos da Aus­ter Saú­de Animal.

Em sua apre­sen­ta­ção, Sér­gio Sori­a­no, res­pon­sá­vel pela Fazen­da Colo­ra­do, res­sal­tou a impor­tân­cia de empre­sas par­cei­ras, como a Aus­ter, para a obten­ção dos melho­res resul­ta­dos em uma ati­vi­da­de desa­fi­a­do­ra. “Cons­truir par­ce­ri­as é algo que nos for­ta­le­ce. Pre­ci­sa­mos de pes­so­as que não nos virem as cos­tas quan­do pre­ci­sa­mos ou em cri­ses, como na pan­de­mia. A equi­pe da Aus­ter não dei­xou de nos aten­der. Temos a liber­da­de de, em qual­quer momen­to, soli­ci­tar auxí­lio. Isso eu cha­mo de par­ce­ria”. Sori­a­no des­ta­cou que as bezer­ras que ganha­ram mais de 800 gra­mas de peso por dia tive­ram aumen­to da pro­du­ção de lei­te e redu­ção da ida­de ao pri­mei­ro par­to, sen­do fato­res posi­ti­vos do suces­so da Colorado.

Rober­to H. Jank Jr., dire­tor do Gru­po Agrin­dus (Des­cal­va­do, SP), enfa­ti­zou o desa­fio de cri­ar novi­lhas for­tes e pro­du­ti­vas. “Isso tem a ver dire­ta­men­te com mane­jo, nutri­ção e saú­de de qua­li­da­de. Des­ta­co ain­da o cui­da­do com o bem-estar ani­mal, assun­to extre­ma­men­te sério, sobre o qual temos mui­to o que falar”. Ele cita o dife­ren­ci­al do Lei­te “Let­ti a²”, as mai­o­res taxas de lac­ta­ção duran­te o verão e a exce­len­te pro­du­ti­vi­da­de por hec­ta­re como fato­res tam­bém deci­si­vos para o suces­so da Agrindus.

“Intro­du­zi­mos o Pro­gra­ma de Geren­ci­a­men­to 360°, da Aus­ter, no iní­cio de 2020. O resul­ta­do é sur­pre­en­den­te em todos os sen­ti­dos, com aumen­to de pro­du­ção e raci­o­na­men­to de cus­tos. Esta­mos extre­ma­men­te satis­fei­tos”, afir­mou Leo­pol­do Perei­ra, da Fazen­das Reu­ni­das ACP & Filhos (Car­mo do Rio Cla­ro, MG). Leo­pol­do cita o uso da fibra lon­ga nas die­tas das vacas secas e em lac­ta­ção, com aumen­to do enchi­men­to rumi­nal que leva­ram a um incre­men­to sig­ni­fi­ca­ti­vo na pro­du­ti­vi­da­de, sani­da­de e desem­pe­nho repro­du­ti­vo das vacas em lactação.

Hans Gro­enwold, dire­tor do Gru­po Fini, com­par­ti­lhou dados sobre aumen­to da pro­du­ti­vi­da­de, ganho de peso diá­rio de qua­se 900g e a bai­xa taxa de mor­ta­li­da­de em bezer­ras como fun­da­men­tais para o suces­so do negó­cio. “O cui­da­do com a saú­de e o efi­ci­en­te mane­jo nutri­ci­o­nal são fun­da­men­tais para a ati­vi­da­de. Cui­dan­do bem da nutri­ção e da saú­de, ganha­mos tem­po e nos con­cen­tra­mos no aumen­to da pro­du­ção de lei­te”, decla­ra o criador.

Para Pau­lo Por­ti­lho, CEO da Aus­ter Nutri­ção Ani­mal, o con­ta­to dire­to com os pro­du­to­res de lei­te faz mui­ta dife­ren­ça para a con­so­li­da­ção da empre­sa no mer­ca­do. “Nos­sa mis­são é pro­du­zir insu­mos de alta qua­li­da­de e tec­no­lo­gia para aten­der às cres­cen­tes exi­gên­ci­as nutri­ci­o­nais dos bovi­nos de lei­te, aves e suí­nos. Os encon­tros com impor­tan­tes pro­du­to­res nos aju­dam a enten­der melhor as ques­tões que ain­da deman­dam aten­ção e inves­tir para incor­po­rar cada vez mais ino­va­ções para a nutri­ção. Assim, cum­pri­mos nos­sa fun­ção, que é aju­dar nos­sos cli­en­tes a obter melhor ren­ta­bi­li­da­de”, con­clui Portilho.

Fon­te: Asses­so­ria de Comu­ni­ca­ção da Auster

Rolar para cima