O que os criadores mostraram na pista comprova que estão no caminho certo: animais equilibrados e com alto potencial leiteiro

Ana Smidt

A 42ª Expo­lei­te, com 90 ani­mais da raça Holan­de­sa, sou­be unir dois itens impor­tan­tes em qual­quer cri­a­ção: pro­du­ção e gené­ti­ca. O tra­di­ci­o­nal even­to da Asso­ci­a­ção de Cri­a­do­res de Gado Holan­dês do Rio Gran­de do Sul-Gado­lan­do acon­te­ceu de 15 a 19 de maio, no Par­que Assis Bra­sil, em Esteio-RS. As raças Jer­sey, Giro­lan­do e Gir Lei­tei­ro não mar­ca­ram pre­sen­ça este ano.

Mas nem por isso o reba­nho lei­tei­ro gaú­cho não este­ve bem repre­sen­ta­do. O Con­cur­so Lei­tei­ro con­tou com 11 vacas con­cor­ren­tes. Segun­do o médi­co Vete­ri­ná­rio Lucas Toma­si, da Gado­lan­do, esta edi­ção con­tou com pro­du­ção sig­ni­fi­ca­ti­va, nota­da­men­te na pri­mei­ra posi­ção da Adul­ta. Segun­do ele, os cri­a­do­res demons­tra­ram que estão inves­tin­do em melho­ra­men­to dos plan­téis.

A cam­peã na Cate­go­ria Adul­ta do Con­cur­so Lei­tei­ro pro­du­ziu em cin­co orde­nhas, com des­car­te das duas mai­o­res, 71.50 kg de lei­te. ‘AG Rin­cão Bue­na 543 Gilet­te’, da Caba­nha San­ta Cla­ra, loca­li­za­da em Humai­tá-RS, com cin­co anos, foi a vaca ven­ce­do­ra. Expos­ta pela famí­lia Bic­kel, com 60 anos no ramo, vem fazen­do uma boa cam­pa­nha no seg­men­to pro­du­ção. Há pou­cas sema­nas já havia ganho o Con­cur­so Lei­tei­ro na Expo­si­ção de Três de Maio com uma pro­du­ção de cer­ca de 10 kg a menos do que a apre­sen­ta­da em Esteio.


Leia a ínte­gra des­ta maté­ria na edi­ção Bal­de Bran­co 654 (junho/2019)

Rolar para cima