Orientações sobre uso de produtos veterinários organizadas em SP viram referência - Balde Branco

Cam­pa­nha lan­ça­da por enti­da­des do agro se ins­pi­rou em livro da Comis­são de Edu­ca­ção Sani­tá­ria do Minis­té­rio da Agri­cul­tu­ra em São Paulo

 

Orientações sobre uso de produtos veterinários organizadas em SP viram referência para o MT 

Por Ana Maio — Jor­na­lis­ta da Supe­rin­ten­dên­cia Fede­ral de Agri­cul­tu­ra de São Pau­lo – SFA-SP

O Esta­do de Mato Gros­so aca­ba de lan­çar uma cam­pa­nha para ori­en­tar pro­du­to­res e téc­ni­cos a uti­li­zar pro­du­tos vete­ri­ná­ri­os de for­ma ade­qua­da. As reco­men­da­ções aju­dam a eli­mi­nar resí­du­os em car­nes, lei­te, ovos, mel e pes­ca­dos, além de pre­ve­nir um dos pro­ble­mas crí­ti­cos do setor de saú­de: a resis­tên­cia ao uso de antibióticos.

A cam­pa­nha se ins­pi­rou no livro “Diá­lo­gos para as boas prá­ti­cas no uso de pro­du­tos vete­ri­ná­ri­os na pro­du­ção ani­mal”, lan­ça­do em 2021 pela Comis­são de Edu­ca­ção Sani­tá­ria (CES) da Supe­rin­ten­dên­cia Fede­ral de Agri­cul­tu­ra de São Pau­lo (SFA-SP), que repre­sen­ta o Minis­té­rio da Agri­cul­tu­ra, Pecuá­ria e Abas­te­ci­men­to (Mapa) no estado.

O livro, na ver­da­de, é um arran­jo mul­ti­mí­dia que reú­ne men­sa­gens de tex­to, info­grá­fi­cos, men­sa­gens de voz, car­ta­zes e posts para What­sApp e Tele­gram. Todo esse mate­ri­al didá­ti­co deve ser uti­li­za­do na rela­ção edu­ca­dor-edu­can­do, como for­ma de sen­si­bi­li­zar o públi­co sobre os ris­cos asso­ci­a­dos e os cui­da­dos que os pro­du­tos vete­ri­ná­ri­os exigem.

REDES SOCI­AIS E PODCAST

De acor­do a audi­to­ra fis­cal fede­ral agro­pe­cuá­ria Juli­a­na do Ama­ral Morei­ra, que coor­de­na a Comis­são de Edu­ca­ção Sani­tá­ria, o con­teú­do do livro tam­bém vem sen­do vei­cu­la­do no pod­cast do Mapa, com o títu­lo “Minu­to Saú­de para todos no cam­po”. Além dis­so, todas as quar­tas-fei­ras algum con­teú­do do mate­ri­al é divul­ga­do no Ins­ta­gram da Ena­gro (Esco­la Naci­o­nal de Ges­tão Agropecuária).

INTE­GRA­ÇÃO

Segun­do a supe­rin­ten­den­te fede­ral de Agri­cul­tu­ra de São Pau­lo, Andréa Figuei­re­do Pro­có­pio de Mou­ra, para que as ações e os pro­gra­mas de defe­sa agro­pe­cuá­ria sejam efe­ti­vos no país, é pre­ci­so a com­pre­en­são cla­ra dos papéis e res­pon­sa­bi­li­da­des ine­ren­tes a cada ator des­se pro­ces­so. Os pro­du­to­res rurais pos­su­em um papel fun­da­men­tal na pro­te­ção da pro­du­ção agrí­co­la e da pecuá­ria brasileira.

“A ado­ção de boas prá­ti­cas e o mane­jo ade­qua­do de insu­mos, como os pro­du­tos de uso vete­ri­ná­rio, pos­su­em impac­tos dire­tos na pro­te­ção da saú­de huma­na, ani­mal e no meio ambi­en­te”, afir­mou. Para ela, o livro é um ins­tru­men­to útil para que as demais uni­da­des da fede­ra­ção pos­sam coor­de­nar cam­pa­nhas de uso res­pon­sá­vel dos pro­du­tos vete­ri­ná­ri­os, como vem sen­do fei­to pela SFA-MT.  “A dis­se­mi­na­ção da infor­ma­ção cla­ra e aces­sí­vel, numa lin­gua­gem dire­ta e de fácil com­pre­en­são, é uma fer­ra­men­ta pode­ro­sa den­tro des­se processo.”

José de Assis Gua­res­qui, supe­rin­ten­den­te da SFA-MT, dis­se que a cam­pa­nha lan­ça­da em Mato Gros­so é um tra­ba­lho de exce­lên­cia com infor­ma­ções que pre­ci­sam che­gar ao pro­du­tor. “O foco é na pro­du­ção do ali­men­to segu­ro com men­sa­gens sim­ples e dire­tas, para per­mi­tir que diver­sos pro­du­to­res tenham aces­so ao conhe­ci­men­to”, afirmou.

O mate­ri­al da CES, segun­do ele, vem sen­do colo­ca­do em prá­ti­ca pelo Mato Gros­so. “Essa inte­ra­ção entre os Esta­dos é de suma impor­tân­cia para o desen­vol­vi­men­to sus­ten­tá­vel da pro­du­ção agro­pe­cuá­ria, além de pro­mo­ver uma padro­ni­za­ção na apli­ca­ção de con­cei­tos rela­ci­o­na­dos ao tema, não haven­do bar­rei­ras entre os dife­ren­tes Esta­dos e suas dis­tin­tas rea­li­da­des”, concluiu.

O Ins­ti­tu­to de Defe­sa Agro­pe­cuá­ria do Esta­do de Mato Gros­so (Indea-MT) ela­bo­rou um Pla­no de Edu­ca­ção Sani­tá­ria e Comu­ni­ca­ção Soci­al que tem como fun­da­men­to Saú­de e Bem-Estar Úni­cos. “A par­tir des­ta deci­são, a autar­quia tem se empe­nha­do em iden­ti­fi­car ini­ci­a­ti­vas con­ver­gen­tes, a exem­plo do livro que está sen­do uti­li­za­do em MT para uma ampla cam­pa­nha esta­du­al”, expli­cou o fis­cal do Indea e médi­co vete­ri­ná­rio Hei­tor David Medei­ros, que está à fren­te da campanha.

Par­ti­ci­pam da ini­ci­a­ti­va no MT a Fede­ra­ção de Agri­cul­tu­ra do Esta­do de Mato Gros­so (Fama­to); Asso­ci­a­ção de Cri­a­do­res de MT (Acri­mat); Supe­rin­ten­dên­cia Fede­ral da Agri­cul­tu­ra em MT (SFA-MT); Empre­sa Mato-Gros­sen­se de Pes­qui­sa, Assis­tên­cia e Exten­são Rural (Empa­er); Con­se­lho Regi­o­nal de Medi­ci­na Vete­ri­ná­ria de MT (CRMV-MT); e a pró­pria Comis­são de Edu­ca­ção Sani­tá­ria da Supe­rin­ten­dên­cia de São Paulo.

PALES­TRA EM SP

Nes­ta sex­ta, dia 4 de mar­ço, às 18h, o con­teú­do do livro será leva­do a pro­du­to­res rurais de Ita­pe­ti­nin­ga, no inte­ri­or de São Pau­lo. A “Reu­nião sobre saú­de úni­ca no cam­po: a impor­tân­cia da ado­ção das boas prá­ti­cas” é orga­ni­za­da pelo Sin­di­ca­to Rural de Ita­pe­ti­nin­ga, com par­ti­ci­pa­ção da Comis­são de Edu­ca­ção Sani­tá­ria. O even­to acon­te­ce no salão soci­al do sin­di­ca­to, na rua Cam­pos Sales, 219.