Mercado de genética bovina cresceu mais de 21% em 2021, informa Asbia - Balde Branco

Den­tro do Bra­sil, as ven­das de gené­ti­ca para o cli­en­te final aumen­ta­ram 18% (foram 25.449.957 doses ven­di­das no país, con­tra 21.575.551 em 2020). O des­ta­que vai para o sêmen de raças de cor­te, que regis­trou um aumen­to de ven­das de 22%. Já o setor lei­tei­ro res­pon­deu por um cres­ci­men­to de 6% nas vendas

Mercado de genética bovina cresceu mais de 21% em 2021, informa Index ASBIA 

A Asso­ci­a­ção Bra­si­lei­ra da Inse­mi­na­ção Arti­fi­ci­al (ASBIA) lan­çou a nova edi­ção do Index ASBIA, com os dados acu­mu­la­dos do ano de 2021. A publi­ca­ção reve­la o cres­ci­men­to do setor da gené­ti­ca bovi­na naci­o­nal e indi­ca aumen­tos expres­si­vos de pro­du­ção e comer­ci­a­li­za­ção de doses de sêmen.

O prin­ci­pal des­ta­que diz res­pei­to ao cres­ci­men­to das ven­das de gené­ti­ca bra­si­lei­ra. A saí­da de doses de sêmen para cli­en­te final, expor­ta­ção e pres­ta­ção de ser­vi­ço atin­giu um cres­ci­men­to de 21% – foram 28.706.330 doses em 2021, face a 23.705.584 em 2020.

“Nos últi­mos anos, o setor de inse­mi­na­ção arti­fi­ci­al bra­si­lei­ro vem regis­tran­do um cres­ci­men­to exor­bi­tan­te e reve­lan­do que cada vez mais pro­du­to­res rurais inves­tem nas estra­té­gi­as gené­ti­cas para aumen­tar a pro­du­ti­vi­da­de, a efi­ci­ên­cia e a sus­ten­ta­bi­li­da­de dos reba­nhos, con­tri­buin­do com ganhos impor­tan­tes para toda a cadeia pro­du­ti­va do lei­te e da car­ne”, comen­ta o Exe­cu­ti­vo da ASBIA, Cris­ti­a­no Bote­lho.

Além dis­so, a expor­ta­ção de gené­ti­ca bra­si­lei­ra para o exte­ri­or tam­bém cha­ma a aten­ção. Em 2020, 508.096 doses de sêmen foram ven­di­das – no ano pas­sa­do, esse núme­ro subiu para 865.737, ou seja, um cres­ci­men­to expo­nen­ci­al de 70%. A esta­tís­ti­ca ilus­tra a valo­ri­za­ção do sêmen pro­du­zi­do no Bra­sil e sua influên­cia inter­na­ci­o­nal.

“É a pro­va de que o Bra­sil está na linha da fren­te do setor da inse­mi­na­ção arti­fi­ci­al – mais e mais pro­du­to­res e empre­sas inter­na­ci­o­nais estão inves­tin­do na nos­sa gené­ti­ca”, come­mo­ra Cris­ti­a­no.

Den­tro do Bra­sil, as ven­das de gené­ti­ca para o cli­en­te final aumen­ta­ram 18% (foram 25.449.957 doses ven­di­das no país, con­tra 21.575.551 em 2020). O des­ta­que vai para o sêmen de raças de cor­te, que regis­trou um aumen­to de ven­das de 22%. Já o setor lei­tei­ro res­pon­deu por um cres­ci­men­to de 6% nas ven­das.

A pres­ta­ção de ser­vi­ço tam­bém mar­cou um aumen­to expres­si­vo – foram 2.390.636 doses des­ti­na­das para esse intui­to, um pulo de 47% em rela­ção a 2020, quan­do foram con­ta­bi­li­za­das 1.621 937 doses.

O Index ASBIA tam­bém reve­la que a inse­mi­na­ção arti­fi­ci­al foi usa­da em um total de 4.463 muni­cí­pi­os bra­si­lei­ros, repre­sen­tan­do um aumen­to de 4,1% no alcan­ce da tec­no­lo­gia, em rela­ção a 2020.

A cole­ta de sêmen em 2021 somou um total de 23.919.732 doses em todo o país, de janei­ro a dezem­bro. Este núme­ro con­so­li­da um cres­ci­men­to de 61% face ao ano ante­ri­or, quan­do foram cole­ta­das 14.899.623 doses. As impor­ta­ções de gené­ti­ca cres­ce­ram 12% (foram adqui­ri­das 11.978.662 doses do exte­ri­or no decor­rer do ano, con­tra 10.978.662 em 2020).

Des­ta for­ma, a entra­da de doses de sêmen no mer­ca­do naci­o­nal aumen­tou 40.4% entre 2020 e 2021, alcan­çan­do 35.898.394 doses, face a 25.577.639 no ano ante­ri­or.

O Index ASBIA 2021 foi lan­ça­do ofi­ci­al­men­te na noi­te de quin­ta-fei­ra, duran­te uma live trans­mi­ti­da pela ABCZ TV e retrans­mi­ti­da pelo Lan­ce Rural do Canal do Cam­po. O even­to con­tou com espe­ci­a­lis­tas do mer­ca­do. A publi­ca­ção perió­di­ca é desen­vol­vi­da pela ASBIA e pelo Cen­tro de Estu­dos Avan­ça­dos em Eco­no­mia Apli­ca­da (CEPEA-Esalq/USP).

Aces­se o Index ASBIA 2021 na ínte­gra CLI­CAN­DO AQUI.

Fon­te: ASBIA