Melhores touros do Sumário do Gir Leiteiro ABCGIL/Embrapa têm a genéti
Repro­du­tor Jogral é o núme­ro 1 no ran­king e segun­do na clas­si­fi­ca­ção geral

Melhores touros do Sumário do Gir Leiteiro ABCGIL/Embrapa têm a genética CRV Lagoa

A CRV Lagoa mais uma vez con­fir­ma a qua­li­da­de de sua gené­ti­ca, pre­sen­te em todo o reba­nho naci­o­nal. No Sumá­rio de Tou­ros do Pro­gra­ma Naci­o­nal de Melho­ra­men­to do Gir Lei­tei­ro da Asso­ci­a­ção Bra­si­lei­ra de Cri­a­do­res de Gir Lei­tei­ro (ABC­GIL) e da Embra­pa, que traz os resul­ta­dos do Tes­te de Pro­gê­nie da 3ª Ava­li­a­ção Genô­mi­ca de Tou­ros Maio/2020, cin­co dos 15 pri­mei­ros tou­ros clas­si­fi­ca­dos são da bate­ria da empresa.

O sumá­rio apre­sen­ta um total de 491 ava­li­a­ções de tou­ros Gir Lei­tei­ro, cal­ca­das em 118.425 lac­ta­ções de 72.019 vacas, incluin­do os com­pos­tos de tipo e o Índi­ce de Pro­du­ção do Gir Lei­tei­ro (IPGL).

O ran­king de tou­ros suma­ri­za­dos da edi­ção de 2020, clas­si­fi­ca­dos pela PTA para lei­te, traz 47 ani­mais. Entre os 15 pri­mei­ros colo­ca­dos, cin­co per­ten­cem à bate­ria CRV Lagoa, todos A2A2 e com sêmen dis­po­ní­vel na Central.

Em pri­mei­ro lugar ficou Jogral FIV de Bra­sí­lia; na 7ª posi­ção apa­re­ce Feri­a­do FIV de JGVA, enquan­to Picas­so FIV 2B se clas­si­fi­cou em 8º; já Mag­ní­fi­co S. Hum­ber­to alcan­çou a 10ª posi­ção e NOBRE FIV foi o 13º colocado.

Foram ava­li­a­das as seguin­tes PTAs para pro­du­ção de lei­te: ida­de ao pri­mei­ro par­to; pro­du­ção e teor de gor­du­ra, pro­teí­na e sóli­dos totais no lei­te, além de genó­ti­pos para beta-caseí­na, kap­pa-caseí­na e beta-lac­to­glo­bu­li­na; e coe­fi­ci­en­te de paren­tes­co médio.

Jogral, núme­ro 1 no ran­king e segun­do na clas­si­fi­ca­ção geral, com PTA lei­te de 875 kg, é o melhor tou­ro vivo clas­si­fi­ca­do com sêmen dis­po­ní­vel no mer­ca­do. O ani­mal, que foi do cri­a­tó­rio de Bra­sí­lia, de pro­pri­e­da­de de Fla­vio Peres, é filho da vaca Sur­pre­sa de Bra­sí­lia, que está entre as gran­des pro­du­to­ras da Fazen­da Bra­sí­lia. Jogral já pro­du­ziu vári­os filhos excep­ci­o­nais, que têm con­tri­buí­do para diver­sos reba­nhos. Por estar em segun­do lugar, gera uma gran­de deman­da de doses pelo mer­ca­do. A CRV Lagoa tem tra­ba­lha­do bas­tan­te para o tou­ro expres­sar cada vez mais sua gené­ti­ca com filhos e irmãs.

Ocu­pan­do a séti­ma colo­ca­ção no ran­king, Feri­a­do, com PTA Lei­te de 710 kg, per­ten­ce à Fazen­da Belo Hori­zon­te, de José Geral­do Vaz. O tou­ro apre­sen­ta mui­ta con­sis­tên­cia, lon­ge­vi­da­de e impres­si­o­na pelas médi­as que impri­me nos reba­nhos onde é tra­ba­lha­do. Pos­sui boa expres­são raci­al, boa pig­men­ta­ção e óti­ma fer­ti­li­da­de. O repro­du­tor é filho de Radar das Por­ções em vaca Tea­tro, que con­ti­nua per­pe­tu­an­do as boas carac­te­rís­ti­cas des­sa fazen­da, cujos ani­mais têm con­tri­buí­do para o port­fó­lio da empre­sa há anos.

Na oita­va posi­ção, Picas­so, com 620 kg de PTA Lei­te, per­ten­ce ao cri­a­tó­rio 2B, de Adri­a­no Bica­lho e José Bica­lho, res­pon­sá­vel por agre­gar vári­os ani­mais à bate­ria da CRV Lagoa. O repro­du­tor é filho de Jaguar em vaca Radar, que apre­sen­ta exce­len­tes carac­te­rís­ti­cas raci­ais, um tem­pe­ra­men­to dócil e boa fer­ti­li­da­de, pro­du­zin­do óti­ma progênie.

O geren­te de Desen­vol­vi­men­to de Mer­ca­do da CRV Lagoa, Cesar Fran­zon, ava­lia posi­ti­va­men­te as clas­si­fi­ca­ções e res­sal­ta que a empre­sa man­tém uma for­te uti­li­za­ção do Gir nos reba­nhos Giro­lan­do. “É uma satis­fa­ção enor­me ter essa gené­ti­ca dis­po­ní­vel e poder con­tri­buir com o mer­ca­do de melho­ra­men­to gené­ti­co da raça”, elogia.

Segun­do Fran­zon, a CRV Lagoa sem­pre mar­cou uma pre­sen­ça mui­to for­te na raça e con­ti­nu­a­rá a fazer esse tra­ba­lho, com cres­cen­te asser­ti­vi­da­de e ani­mais de alta qua­li­da­de. “Que­re­mos tra­zer ao mer­ca­do mais solu­ções dire­ci­o­na­das aos nos­sos cli­en­tes, aten­den­do a cada um de acor­do com o seu sis­te­ma de pro­du­ção”, fina­li­za o gerente.

Fon­te: Asses­so­ria de Comu­ni­ca­ção da CRV Lagoa

Rolar para cima