Mastite em bovinos leiteiros é tema de novo curso da Embrapa - Balde Branco

As ins­cri­ções já se encon­tram aber­tas e o pra­zo ter­mi­na no dia 12 de maio, com a tur­ma ini­ci­an­do no dia 16

Mastite em bovinos leiteiros é tema de novo curso da Embrapa

A pla­ta­for­ma de Ensi­no à Dis­tân­cia (EAD) da Embra­pa Gado de Lei­te tem novo cur­so: Con­tro­le e Pre­ven­ção da Mas­ti­te em Reba­nhos Bovi­nos. As ins­cri­ções já se encon­tram aber­tas e o pra­zo ter­mi­na no dia 12 de maio, com a tur­ma ini­ci­an­do no dia 16. Segun­do o pes­qui­sa­dor Gui­lher­me Nunes, da Embra­pa, que coor­de­na­rá o cur­so, a mas­ti­te é um gran­de pro­ble­ma para a pecuá­ria e é espe­ra­da uma gran­de procura.

O cur­so é vol­ta­do para pro­fis­si­o­nais da assis­tên­cia téc­ni­ca e exten­são rural, pro­du­to­res de lei­te, pro­fis­si­o­nais de ciên­ci­as agrá­ri­as, estu­dan­tes e demais inte­res­sa­dos. Com car­ga horá­ria de 30 horas-aula, os alu­nos serão capa­ci­ta­dos a tomar melho­res deci­sões em rela­ção à doen­ça que, em mai­or ou menor grau, afe­ta toda a pecuá­ria naci­o­nal, ele­van­do os cus­tos com tra­ta­men­to, além de dimi­nuir a pro­du­ti­vi­da­de e levan­do ao des­car­te do lei­te. “O con­tro­le da mas­ti­te deve ser pri­o­ri­za­do entre os pro­du­to­res para que se obte­nha mai­or retor­no econô­mi­co da ati­vi­da­de”, afir­ma Nunes.

Com aulas vir­tu­ais inte­ra­ti­vas, o cur­so será com­pos­to por três módu­los: o pri­mei­ro módu­lo tra­ta­rá do impac­to econô­mi­co da doen­ça para a pro­du­ção lei­tei­ra; a ana­to­mia e fisi­o­lo­gia da glân­du­la mamá­ria e a clas­si­fi­ca­ção dos agen­tes pato­gê­ni­cos que pro­vo­cam a doen­ça. No segun­do módu­lo será estu­da­do as for­mas de diag­nos­ti­car a mas­ti­te clí­ni­ca e sub­clí­ni­ca. Por fim, o ter­cei­ro módu­lo abor­da­rá o moni­to­ra­men­to da doen­ça e o esta­be­le­ci­men­to de um pro­gra­ma de con­tro­le e pre­ven­ção. As ins­cri­ções podem ser fei­tas na pla­ta­for­ma E@D Lei­te — https://ead.cnpgl.embrapa.br e o valor a ser pago é R$ 39,90.

EAD – Embra­pa Gado de Leite

Com o cur­so sobre con­tro­le e pre­ven­ção da mas­ti­te, a Embra­pa Gado de Lei­te com­ple­ta dez títu­los em sua a pla­ta­for­ma de EAD (veja a lis­ta na tabe­la abai­xo). A car­ga horá­ria varia de 30 a 40 horas-aula, com dura­ção média de um mês. A pro­cu­ra por cur­sos no for­ma­to EAD cres­ceu mui­to com a pan­de­mia. Em 2020, hou­ve um aumen­to de 1.000% com­pa­ra­do à 2019. Segun­do Denis Rocha, che­fe-adjun­to de Trans­fe­rên­cia de Tec­no­lo­gia, da Embra­pa Gado de Lei­te, foram cer­ca de qua­tro mil ins­cri­tos nos cur­sos dis­po­ni­bi­li­za­dos em 2021.

Os temas mais pro­cu­ra­dos são: Implan­ta­ção, mane­jo e recu­pe­ra­ção de pas­ta­gens, Pro­du­ção de Lei­te de Qua­li­da­de e For­ra­gei­ras para a pro­du­ção de lei­te a pas­to. É comum um mes­mo alu­no fazer mais de um curso.

Lore­na Gui­ma­rães, de Sero­pé­di­ca – RJ, que fez todos os cur­sos ofe­re­ci­dos, apro­va o mode­lo. Segun­do ela, o dife­ren­ci­al do EAD da Embra­pa é poder con­tar com um con­teú­do atu­a­li­za­do, minis­tra­do pelos pro­fis­si­o­nais mais qua­li­fi­ca­dos de cada área. “Nós temos aces­so aos ana­lis­tas e pes­qui­sa­do­res e pode­mos tirar dúvi­das duran­te as lives”, diz.

Além do con­teú­do das aulas em for­ma­to de víde­os e sli­des, o alu­no tam­bém tem à dis­po­si­ção ati­vi­da­des com­ple­men­ta­res como fóruns de dis­cus­são, exer­cí­ci­os e “bate-papo tira-dúvi­das” em tem­po real, que é a opor­tu­ni­da­de de inte­ra­ção dire­ta com os pro­fis­si­o­nais da Embra­pa. “Os cur­sos de ensi­no à dis­tân­cia são uma óti­ma opor­tu­ni­da­de de se adqui­rir novos conhe­ci­men­tos a res­pei­to de pecuá­ria de lei­te”, afir­ma Lore­na. Segun­do ela, as aulas são pre­pa­ra­das por pro­fis­si­o­nais alta­men­te reco­nhe­ci­dos em suas áre­as de atu­a­ção e há a con­ve­ni­ên­cia de o alu­no ajus­tar o horá­rio con­for­me suas neces­si­da­des. Tra­ta-se de um exce­len­te inves­ti­men­to para os alu­nos, reco­men­da Rocha.

Fon­te: Embra­pa Gado de Leite