Nova diretoria comandará Associação pelo triênio 2019/2022 e quer, entre as prioridades,  impulsionar a abertura de mercados para a genética brasileira

 

Foi elei­ta a nova dire­to­ria da Asso­ci­a­ção Bra­si­lei­ra de Inse­mi­na­ção Arti­fi­ci­al (ASBIA), que coman­da­rá a enti­da­de pelo pró­xi­mo tri­ê­nio 2019/2022. Már­cio Nery Maga­lhães Júni­or assu­miu a pre­si­dên­cia com pri­o­ri­da­des cla­ras de for­ta­le­cer o Índi­ce Asbia, fomen­tar a uti­li­za­ção de tec­no­lo­gi­as de repro­du­ção e impul­si­o­nar o mer­ca­do inter­na­ci­o­nal para gené­ti­ca bra­si­lei­ra.

“Que­re­mos dar sequên­cia às duas exce­len­tes admi­nis­tra­ções ante­ri­o­res, sob o coman­do de Car­los Vivac­qua e de Sér­gio Saud”, des­ta­cou o novo pre­si­den­te da Asbia, Már­cio Nery, acres­cen­tan­do que, entre as pri­o­ri­da­des, está a aber­tu­ra de novos mer­ca­dos para a gené­ti­ca bra­si­lei­ra. “Que­re­mos con­ti­nu­ar tra­ba­lhan­do for­te jun­to ao Minis­té­rio da Agri­cul­tu­ra, Pecuá­ria e Abas­te­ci­men­to (MAPA) para via­bi­li­za­ção de pro­to­co­los sani­tá­ri­os e con­quis­ta de cer­ti­fi­ca­ções zoo­téc­ni­cas, aumen­tan­do as opor­tu­ni­da­des para essa gené­ti­ca de qua­li­da­de que temos pro­du­zi­do no Bra­sil e que já é reco­nhe­ci­da inter­na­ci­o­nal­men­te”, com­ple­ta.

Nery des­ta­ca que, quan­to ao mer­ca­do inter­no, só nos pri­mei­ros meses de 2019, já foi regis­tra­do um cres­ci­men­to robus­to nas ven­das de sêmen: 28% no cor­te e 7% no lei­te. “A per­cep­ção da impor­tân­cia e do impac­to da gené­ti­ca por par­te do pro­du­tor é cada vez mais evi­den­te. Tal­vez che­gue­mos este ano às 15 milhões de doses de sêmen ven­di­das dire­ta­men­te ao cli­en­te no Bra­sil, e acre­di­to que pode­mos pen­sar, a cur­to pra­zo, che­gar às 25 milhões de doses no Bra­sil”, esti­ma.

Toda essa evo­lu­ção é acom­pa­nha­da pelo Index ASBIA, divul­ga­do duas vezes por ano. A expec­ta­ti­va da nova dire­to­ria é melho­rar ain­da mais as infor­ma­ções divul­ga­das no rela­tó­rio. “O Índi­ce Asbia, hoje, traz como estra­ti­fi­ca­ção máxi­ma os dados por Esta­dos. Nos­sa inten­ção é pas­sar a fazer, já em 2020, essa estra­ti­fi­ca­ção por muni­cí­pi­os, dan­do mais mus­cu­la­tu­ra e mais for­ça a esse termô­me­tro do mer­ca­do”, reve­la.

Már­cio Nery é enge­nhei­ro Agrô­no­mo pela Uni­ver­si­da­de Fede­ral de Viço­sa, com mais de 19 anos de atu­a­ção no mer­ca­do jun­to à ABS, onde está como Dire­tor Geral há 12 anos. Sob sua pre­si­dên­cia, a nova dire­to­ria da Asbia tam­bém é com­pos­ta por Cesar de Almei­da Fran­zon (dire­tor Ope­ra­ci­o­nal); Nel­son Edu­ar­do Ziehls­dorff (dire­tor Téc­ni­co) e Fer­nan­do Fur­ta­do Vel­lo­so (dire­tor de Mar­ke­ting), além de con­ti­nu­ar com o apoio do geren­te exe­cu­ti­vo, Car­los Vivac­qua. A elei­ção e a pos­se do gru­po foram rea­li­za­das no dia 30 de agos­to. A cha­pa foi apro­va­da por una­ni­mi­da­de.

Rolar para cima