Maior gargalo na qualidade do leite é o recurso humano - Balde Branco

É importante o produtor enxergar além dos números da qualidade do leite. Às vezes, eles podem parecer uma punição, mas na verdade é a partir desses números que o pecuarista deve começar o planejamento para o progresso do seu negócio 

ENTREVISTA

Luiz Carlos Roma Júnior

Maior gargalo na qualidade do leite é o 

RECURSO HUMANO

Luiz Carlos Roma Júnior é engenheiro agrônomo com mestrado e doutorado na área de Ciência Animal. Pesquisador científico no Instituto de Zootecnia/Apta, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo, desde 2007, atualmente é diretor do Centro de Pesquisa de Bovinos de Leite da instituição. Desenvolve estudos nas áreas de assistência técnica e qualidade do leite. Mais recentemente, vem pesquisando terapias alternativas para melhoria da produção e da qualidade do leite. Desde 2015 desenvolve projetos para avaliar o efeito do treinamento sobre os aspectos de produção e qualidade do leite em fazendas de bovinos e bubalinos no Estado de São Paulo. Já monitorou projetos de pesquisa em mais de 300 propriedades, levando os resultados para a melhoria da qualidade do leite diretamente para produtores de forma prática, com entrega de relatórios e treinamentos com os produtores e agentes extensionistas.

Balde Branco – No geral, como vê a evolução da qualidade do leite nos últimos anos? Tem evoluído satisfatoriamente?

Luiz Car­los Roma Júni­or - Pode­mos falar que a melho­ria da qua­li­da­de do lei­te tem sido obser­va­da em mui­tas pro­pri­e­da­des, ape­sar de que ain­da exis­tem pro­du­to­res que pre­ci­sam melho­rar itens bási­cos. De for­ma geral, a qua­li­da­de vem cami­nhan­do na cadeia agro­pe­cuá­ria do lei­te como um todo. Pro­du­to­res melho­ran­do e até con­su­mi­do­res exi­gin­do mai­or vari­e­da­de de pro­du­tos e com qua­li­da­de melhor. E essa evo­lu­ção é o que impul­si­o­na a pes­qui­sa para aju­dar, ace­le­rar e resol­ver os desa­fi­os de cada setor.

Para continuar lendo, assine nossa revista

Rolar para cima