Leites especiais: um mercado em expansão - Balde Branco

Empre­sas estão aten­tas às opor­tu­ni­da­des e res­pon­dem com lan­ça­men­tos vol­ta­dos para a saú­de e bus­cam pro­du­tos diferenciados

Por Beth Melo

O seg­men­to de lei­tes espe­ci­ais está ganhan­do for­ça e come­ça a con­quis­tar os con­su­mi­do­res bra­si­lei­ros. A cada dia, cres­ce a ofer­ta lei­tes UHT for­ti­fi­ca­dos e fun­ci­o­nais nas gôn­do­las dos super­mer­ca­dos, com dife­ren­tes ape­los: enri­que­ci­dos e for­ti­fi­ca­dos com vita­mi­nas A, D, B6, B12, C, E, além de áci­do fóli­co e nico­ti­na­mi­da; com fer­ro e cál­cio; com fibras; de lac­to­se redu­zi­da ou sem lactose.

Tra­ta-se de um mer­ca­do novo, mas com gran­de poten­ci­al de expan­são, mas ain­da peque­no se com­pa­ra­do o Bra­sil com paí­ses euro­peus. Para se ter uma ideia, o nicho de pro­du­tos sem lac­to­se, o de mai­or deman­da nes­sa cate­go­ria, tem como base um estu­do da Uni­camp, que  indi­ca que 40% da popu­la­ção bra­si­lei­ra apre­sen­ta algum grau de into­le­rân­cia a lácteos.

Embo­ra o lei­te seja uma fon­te de pro­teí­nas e cál­cio, as novas tec­no­lo­gi­as para a adi­ção de subs­tân­ci­as enri­que­ce­do­ras pos­si­bi­li­tam que o pro­du­to aten­da a neces­si­da­de dos dife­ren­tes tipos de con­su­mi­do­res, for­ne­cen­do uma quan­ti­da­de mai­or des­te ou aque­le ele­men­to em volu­me menor de leite.

De acor­do com Mar­tim Ibrahim, geren­te de mar­ke­ting da Itam­bé Ali­men­tos, a empre­sa vem inves­tin­do nos indi­ca­do­res que apon­tam opor­tu­ni­da­des a serem explo­ra­das no seg­men­to de lei­tes espe­ci­ais, prin­ci­pal­men­te na linha de pro­du­tos sem lac­to­se. Em razão da ten­dên­cia de con­su­mo, ele reve­la o resul­ta­do de uma pes­qui­sa para enten­der quem é o con­su­mi­dor des­sa cate­go­ria de pro­du­tos. “Ape­nas 20% das pes­so­as que não con­so­mem lác­te­os são into­le­ran­tes a lac­to­se. As demais seguem  ori­en­ta­ção nutri­ci­o­nal”, informa.

Ele afir­ma tam­bém que os con­su­mi­do­res de lei­tes espe­ci­ais bus­cam fun­ci­o­na­li­da­de e se pre­o­cu­pam com um esti­lo de vida sau­dá­vel e, por isso mes­mo, pro­cu­ram bene­fí­ci­os suple­men­ta­res nos pro­du­tos, mes­mo que tenham de pagar a mais por isso. “O lei­te UHT semi­des­na­ta­do rico em cál­cio, por exem­plo, traz uma suple­men­ta­ção a mais des­te ele­men­to, que exer­ce um papel impor­tan­te na manu­ten­ção da inte­gri­da­de dos ossos e é indis­pen­sá­vel na pre­ven­ção e no tra­ta­men­to da oste­o­po­ro­se”, ilustra.

Leia a ínte­gra des­ta entre­vis­ta na edi­ção Bal­de Bran­co 617, de mar­ço 2016

Rolar para cima