Leite em alta e quedas nos grãos melhoram a relação de troca ao produtor

O pre­ço do lei­te ao pro­du­tor regis­trou alta de 9,8% em junho, enquan­to que os pre­ços de milho e fare­lo de soja apre­sen­ta­ram quedas

Leite em alta e quedas nos grãos melhoram a relação de troca ao produtor, aponta Centro de Inteligência do Leite

O pre­ço do lei­te ao pro­du­tor regis­trou alta de 9,8% em junho, enquan­to que os pre­ços de milho e fare­lo de soja apre­sen­ta­ram que­das. Com isso, a rela­ção de tro­ca ao pro­du­tor melho­rou no últi­mo mês fican­do no menor pata­mar des­te ano.

De acor­do com a aná­li­se da edi­ção de julho do bole­tim Indi­ca­do­res Lei­te e Deri­va­dos, dis­po­ní­vel no site do Cen­tro de Inte­li­gên­cia do Lei­te, o pre­ço do lei­te ao pro­du­tor regis­trou alta de 9,8% em junho, fechan­do a R$1,51 por litro.

Na com­pa­ra­ção com junho de 2019, o valor rece­bi­do foi 0,9% menor. Já a rela­ção de tro­ca con­ti­nua pior que a obser­va­da em 2019, mas apre­sen­tou melho­ra em junho fican­do no menor pata­mar do ano. Nes­te últi­mo mês foram neces­sá­ri­os 43 litros de lei­te para aqui­si­ção de 60 kg de mis­tu­ra concentrada.
 
No vare­jo, os pre­ços de lei­te e deri­va­dos apre­sen­ta­ram alta de 1,72% no mês. As mai­o­res altas foram no quei­jo (+ 2,48) e no lei­te UHT (+ 2,33%). Na com­pa­ra­ção com o mes­mo mês de 2019, o pre­ço do UHT está 10,93% mai­or, enquan­to do quei­jo está 0,93% menor.
 
Fon­te: CILei­te da Embra­pa Gado de Leite
Rolar para cima