Lactalis estaria interessada na SanCor - Balde Branco

O mai­or gru­po de lati­cí­ni­os do mun­do infor­mou a San­Cor sobre seu inte­res­se em com­prar a empre­sa. Tra­ta-se da Lac­ta­lis, uma empre­sa de ori­gem fran­ce­sa que fatu­ra US$ 17,13 bilhões por ano. A empre­sa admi­nis­tra mar­cas de reno­me inter­na­ci­o­nal, como Par­ma­lat, Pré­si­dent, Gal­ba­ni, Lac­tel, Lá Lai­ti­e­re e Bri­del, pro­du­zi­das em 220 fá­bricas em 43 paí­ses, incluin­do Argen­ti­na e Brasil.

A indús­tria fran­ce­sa fez con­ta­to com a San­Cor re­centemente atra­vés de emis­sários que ope­ram para ela. O inte­res­se na empre­sa é com­prá-la. Até o momen­to, os dire­to­res da San­Cor não deram res­pos­ta. Mas foi um canal aber­to de diá­lo­go que foi rea­vi­va­do nova­men­te como uma das alter­na­ti­vas da empre­sa para enfren­tar a sua cri­se atu­al. Por ser coo­perativa, a empre­sa não pode ser ven­di­da, mas ganha for­ça a alter­na­ti­va de cri­ar uma soci­e­da­de anônima.

Nos últi­mos meses, a empre­sa repro­gra­mou os paga­men­tos aos pro­du­to­res de lei­te. Só no mês pas­sa­do, pagou o lei­te cap­ta­do em ja­neiro. A empre­sa tem 1.400 pro­du­to­res asso­ci­a­dos. Com a cri­se, o pro­ces­sa­men­to de lei­te recu­ou de 2,4 milhões de litros/dia para 1,7 milhão. As inun­da­ções suces­si­vas da bacia lei­tei­ra de San­ta Fé tam­bém agra­va­ram a situ­a­ção. Entre pro­ble­mas cli­má­ti­cos e cri­se econômi­ca, de suas 15 plan­tas, seis estão ina­ti­vas, segun­do o jor­nal La Nación.

Rolar para cima