Patrick Sau­va­ge­ot e Mar­ce­lo Can­di­ot­to

A Lac­ta­lis do Bra­sil e a CCPR (Coo­pe­ra­ti­va Cen­tral dos Pro­du­to­res Rurais de Minas Gerais) con­cre­ti­za­ram, no dia 10 de julho, a par­ce­ria estra­té­gi­ca que cria a líder naci­o­nal em pro­du­tos lác­te­os. Como par­te do acor­do, a Lac­ta­lis con­cluiu, nes­ta data, a aqui­si­ção de 100% do capi­tal da Itam­bé. A CCPR, por sua vez, garan­tiu um con­tra­to de for­ne­ci­men­to de lei­te de lon­go-pra­zo, miran­do o cres­ci­men­to sus­ten­ta­do das baci­as lei­tei­ras de Minas Gerais e Goiás.

A união de Lac­ta­lis e Itam­bé cria uma ver­da­dei­ra potên­cia no mer­ca­do naci­o­nal: fatu­ra­men­to de qua­se R$ 8 bilhões, pro­ces­sa­men­to de 2,3 bilhões de litros de lei­te por ano (o que cor­res­pon­de a 9,4% da pro­du­ção for­mal Bra­si­lei­ro), e um port­fó­lio de mar­cas e pro­du­tos que estão no cora­ção e na mesa do con­su­mi­dor bra­si­lei­ro. Para o gru­po fran­cês, líder mun­di­al em pro­du­tos lác­te­os, o Bra­sil pas­sa a ser a quin­ta mai­or ope­ra­ção, refor­çan­do o com­pro­me­ti­men­to e oti­mis­mo com o país.

A par­ce­ria entre CCPR e Lac­ta­lis vai além. No cam­po, ambas tra­ba­lham para ele­var o lei­te bra­si­lei­ro aos melho­res padrões mun­di­ais de qua­li­da­de e pro­du­ti­vi­da­de. Para isso, inves­tem sig­ni­fi­ca­ti­va­men­te em pro­gra­mas de apoio e desen­vol­vi­men­to para o pro­du­tor, assis­tên­cia téc­ni­ca, for­ne­ci­men­to de insu­mos, ser­vi­ços, tec­no­lo­gia e logís­ti­ca. Des­ta­ca-se tam­bém a com­ple­men­ta­ri­e­da­de de atu­a­ção nas duas baci­as lei­tei­ras mais impor­tan­tes do país: CCPR é líder de cap­ta­ção em Minas Gerais e Lac­ta­lis é impor­tan­tís­si­ma no Sul. Como as regiões têm picos de safra em momen­tos dis­tin­tos, há opor­tu­ni­da­des de oti­mi­za­ção em toda a cadeia, bene­fi­ci­an­do pro­du­to­res e con­su­mi­do­res.

“A Lac­ta­lis tem como visão valo­ri­zar as mar­cas que adqui­re, maxi­mi­zan­do a capa­ci­da­de pro­du­ti­va e bus­can­do opor­tu­ni­da­des de siner­gia para o cres­ci­men­to do negó­cio. Com a aqui­si­ção da Itam­bé, pra­ti­ca­men­te dobra­mos a nos­sa pre­sen­ça no Bra­sil. Além dis­so, ganha­mos com toda a exper­ti­se desen­vol­vi­da pela empre­sa ao lon­go da sua his­tó­ria. Por isso, a Itam­bé segue com ges­tão inde­pen­den­te base­a­da em Minas Gerais, pró­xi­ma de seus con­su­mi­do­res e for­ne­ce­do­res”, afir­ma Patrick Sau­va­ge­ot, CEO da Lac­ta­lis para a Amé­ri­ca Lati­na. “No nos­so setor, pro­du­tos óti­mos exi­gem lei­te óti­mo. Ao pas­so em que as exi­gên­ci­as dos con­su­mi­do­res avan­çam e mais inves­ti­men­tos são neces­sá­ri­os no cam­po, nos­sa posi­ção é de gran­de van­ta­gem”, com­ple­ta.

“A CCPR cri­ou e con­du­ziu a Itam­bé ao lon­go dos seus pri­mei­ros 70 anos de vida. Mas, para garan­tir a tran­qui­li­da­de do nos­so pro­du­tor pelas pró­xi­mas déca­das, pre­ci­sá­va­mos esco­lher um par­cei­ro for­te e com expe­ri­ên­cia no rela­ci­o­na­men­to com coo­pe­ra­ti­vas, o que é algo bas­tan­te impor­tan­te. Nos­sa opção pela Lac­ta­lis­se deu mui­to em fun­ção das rela­ções de suces­so que ela esta­be­le­ceu com pro­du­to­res de todos os tama­nhos, em vári­as regiões do pla­ne­ta. Nos­sas ori­gens e valo­res são mui­to simi­la­res”, expli­ca Mar­ce­lo Can­di­ot­to, pre­si­den­te da CCPR. “Nos­so acor­do traz o melhor de dois mun­dos. De um lado, a cer­te­za de que a Itam­bé con­ti­nu­a­rá a cres­cer num mer­ca­do cada vez mais con­so­li­da­do e com­pe­ti­ti­vo. De outro, a tran­qui­li­da­de de ter­mos um con­tra­to de for­ne­ci­men­to exclu­si­vo e de lon­go pra­zo, que valo­ri­za nos­so lei­te e nos­so pro­du­tor. Daqui para fren­te, a CCPR se con­cen­tra­rá na cap­ta­ção e apoio ao cam­po, enquan­to a Itam­bé foca­rá no desen­vol­vi­men­to e fabri­ca­ção dos melho­res pro­du­tos, de Minas e Goiás para o Bra­sil todo”, con­clui.

A con­cre­ti­za­ção do negó­cio se tor­nou pos­sí­vel em decor­rên­cia de um acor­do fir­ma­do glo­bal­men­te entre o gru­po Lac­ta­lis e o gru­po Lala, que resol­ve em defi­ni­ti­vo a trans­fe­rên­cia da Itam­bé para a mul­ti­na­ci­o­nal fran­ce­sa.

Sobre a Lac­ta­lis

O gru­po Lac­ta­lis é uma empre­sa fami­li­ar na sua ter­cei­ra gera­ção que foi fun­da­da na Fran­ça na déca­da de 1930. Líder no setor de lác­te­os no mun­do, o gru­po Lac­ta­lis pos­sui mais de 80.000 cola­bo­ra­do­res e 250 fábri­cas ao redor do mun­do. Seu com­pro­me­ti­men­to é ofe­re­cer o melhor do lei­te aos con­su­mi­do­res atra­vés de vári­as mar­cas locais e três mar­cas glo­bais: Pré­si­dent, Gal­ba­ni e Par­ma­lat.
A Lac­ta­lis entrou no Bra­sil em 2013 com a aqui­si­ção da Bal­kis e ampli­ou sua posi­ção em 2015 atra­vés de duas novas aqui­si­ções: alguns ati­vos da LBR e da ELE­BAT, ope­ra­ção de lác­te­os da BRF. A empre­sa pos­sui, atu­al­men­te, 5.000 cola­bo­ra­do­res e 14 uni­da­des fabris em oito esta­dos. A Lac­ta­lis do Bra­sil está com­pro­me­ti­da a ofe­re­cer aos con­su­mi­do­res pro­du­tos lác­te­os deli­ci­o­sos e de qua­li­da­de atra­vés de seu com­ple­to port­fó­lio de mar­cas: Bata­vo, Pré­si­dent, Ele­gê, Coto­chés, Poços de Cal­das, Par­ma­lat, entre outras.

Sobre CCPR

A Coo­pe­ra­ti­va Cen­tral dos Pro­du­to­res Rurais de Minas Gerais (CCPR), mai­or coo­pe­ra­ti­va cap­ta­do­ra de lei­te do país, foi cri­a­da em 1º de maio de 1949 para resol­ver o gra­ve pro­ble­ma de abas­te­ci­men­to de lei­te enfren­ta­do pela popu­la­ção de Belo Hori­zon­te. Hoje, 70 anos depois, a CCPR é uma coo­pe­ra­ti­va for­te que atua nos esta­dos de Minas Gerais e Goiás e con­gre­ga cer­ca de 5.000 pro­du­to­res por meio de 32 coo­pe­ra­ti­vas sin­gu­la­res. Pos­sui ampla rede de lojas de pro­du­tos agro­ve­te­ri­ná­ri­os e fabri­ca mais de 150 tipos de rações e suple­men­tos nutri­ci­o­nais, além do exten­so leque de pro­je­tos e ser­vi­ços de assis­tên­cia téc­ni­ca e edu­ca­ção con­ti­nu­a­da para aten­der as diver­sas neces­si­da­des e rea­li­da­des de pro­du­ção de seus coo­pe­ra­dos.

Sobre Itam­bé

A Itam­bé Ali­men­tos S.A. é uma empre­sa minei­ra pre­sen­te há 70 anos no mer­ca­do e um dos mai­o­res lati­cí­ni­os do país. Dia­ri­a­men­te, a mar­ca trans­for­ma 3 milhões de litros de lei­te em um port­fó­lio com­ple­to de deri­va­dos lác­te­os – são mais de 160 pro­du­tos entre lei­tes, iogur­tes, requei­jões e doce de lei­te, pro­du­zi­dos den­tro dos mais altos padrões de qua­li­da­de e ino­va­ção. A com­pa­nhia con­ta com mais de 4 mil for­ne­ce­do­res, 3,6 mil fun­ci­o­ná­ri­os dire­tos e pos­sui cin­co uni­da­des indus­tri­ais, sen­do qua­tro em Minas Gerais (MG) – Pará de Minas, Sete Lago­as, Gua­nhães e Uber­lân­dia – e uma em Goi­â­nia (GO). A Itam­bé é uma­das mar­cas de con­su­mo do vare­jo mais esco­lhi­da pelos bra­si­lei­ros no ramo de lati­cí­ni­os, 3ª colo­ca­da no seg­men­to de refri­ge­ra­dos, além de ser a mar­ca de lei­te, iogur­te, doce indus­tri­a­li­za­do e requei­jão mais lem­bra­da pelos minei­ros. Em 2017, a empre­sa figu­rou no ran­king Valor Econô­mi­co das 150 empre­sas mais ino­va­do­ras do Bra­sil. (Fon­te: In Press Por­ter Novel­li Asses­so­ria de Comu­ni­ca­ção)

Rolar para cima