Indústria de lácteos brasileira recebe certificação internacional - Balde Branco
No mun­do intei­ro, há em tor­no de 25 mil empre­sas auten­ti­ca­das pelo cer­ti­fi­ca­do FSSC 22000. No setor de lác­te­os são cer­ca de 50, sen­do pou­cas delas no Brasil
 

Indústria de lácteos brasileira recebe certificação internacional 

A Unium, mar­ca ins­ti­tu­ci­o­nal das indús­tri­as das coo­pe­ra­ti­vas Frí­sia, Cas­tro­lan­da e Capal, rece­beu o selo FSSC (Food Safety Sys­tem Cer­ti­fi­ca­ti­on) 22000 em sua indús­tria de lác­te­os, sedi­a­da em Pon­ta Gros­sa – PR (Fri­sia), no mês de outu­bro. Em mar­ço des­te ano a uni­da­de de Cas­tro já havia con­quis­ta­do a recer­ti­fi­ca­ção, e em julho, a com­pa­nhia teve rati­fi­ca­da a cer­ti­fi­ca­ção em sua Uni­da­de de Bene­fi­ci­a­men­to de Lei­te (UBL) de Ita­pe­ti­nin­ga, em São Pau­lo. Todas as uni­da­des de lei­te da UNIUM, ago­ra, pos­su­em a cer­ti­fi­ca­ção FSSC 22000, ver­são 5.1.

Com a cer­ti­fi­ca­ção, a Unium ates­ta a segu­ran­ça de ali­men­tos da cadeia pro­du­ti­va, aumen­ta a com­pe­ti­ti­vi­da­de no mer­ca­do inter­na­ci­o­nal e con­so­li­da seus pro­du­tos nas pra­te­lei­ras do con­su­mi­dor naci­o­nal. Além dis­so, o selo FSSC 22000 com­pro­va que todas as três UBLs aten­dem a todos os requi­si­tos exi­gi­dos por órgãos como Minis­té­rio da Agri­cul­tu­ra, Pecuá­ria e Abas­te­ci­men­to (MAPA), Agên­cia Naci­o­nal de Vigi­lân­cia Sani­tá­ria (ANVI­SA), Ins­ti­tu­to Naci­o­nal de Metro­lo­gia, Qua­li­da­de e Tec­no­lo­gia (INME­TRO), entre outras ins­ti­tui­ções, além dos requi­si­tos dos cli­en­tes e todos os pro­ce­di­men­tos liga­dos à segu­ran­ça de alimentos.

No caso da cer­ti­fi­ca­ção FSSC 22000, ver­são 5.1, con­ce­di­da a UBL de Pon­ta Gros­sa, o selo é refe­ren­te a três pro­ces­sos pro­du­ti­vos da fábri­ca: o de lei­te a gra­nel, que inclui o lei­te flui­do a gra­nel, o lei­te pré-con­cen­tra­do e cre­me de lei­te a gra­nel; o lei­te UHT e o lei­te con­den­sa­do. “Foi neces­sá­rio mui­to estu­do, dis­ci­pli­na e um tra­ba­lho dinâ­mi­co e per­ma­nen­te para alcan­çar­mos nova­men­te esse obje­ti­vo. Aten­de­mos gran­des cli­en­tes, tan­to naci­o­nais quan­to inter­na­ci­o­nais, e com o FSSC 22000, asse­gu­ra­mos que nos­so pro­du­to é segu­ro e 100% con­fiá­vel”, afir­ma o geren­te de Qua­li­da­de da Unium, Pau­lo Mau­ri­cio Basto.

FSSC 22000

No mun­do intei­ro, há em tor­no de 25 mil empre­sas auten­ti­ca­das pelo cer­ti­fi­ca­do. No setor de lác­te­os são cer­ca de 50, sen­do pou­cas delas no Bra­sil. A audi­to­ria foi rea­li­za­da pela Bure­au Veri­tas, e a cer­ti­fi­ca­ção garan­te a pro­ce­dên­cia dos pro­du­tos das coo­pe­ra­ti­vas que, em sua mai­o­ria, são comer­ci­a­li­za­dos para gran­des empre­sas naci­o­nais e mul­ti­na­ci­o­nais. Com esse reco­nhe­ci­men­to, as UBLs são cer­ti­fi­ca­das pela inte­gri­da­de no mer­ca­do e aumen­tam a con­fi­an­ça do con­su­mi­dor, pois a FSSC 22000 é um cer­ti­fi­ca­do que ates­ta a segu­ran­ça dos pro­ces­sos e, con­se­quen­te­men­te, dos pro­du­tos fabricados.

Fon­te: Unium