Incêndio na Embrapa Pecuária Sudeste - Balde Branco
Mais de 1 mil ani­mais foram mane­ja­dos pela equi­pe que atu­ou no com­ba­te ao incên­dio para áre­as lon­ge do fogo. No entan­to, os bri­ga­dis­tas não con­se­gui­ram sal­var 32 animais
 
 
 

Incêndio na Embrapa Pecuária Sudeste 

O incên­dio que atin­giu a Embra­pa Pecuá­ria Sudes­te, de São Car­los (SP), na quar­ta-fei­ra (8), quei­mou mais de 800 hec­ta­res da área da fazen­da, incluin­do pas­ta­gem e reser­va florestal. 

 

Mais de 1 mil ani­mais foram mane­ja­dos pela equi­pe que atu­ou no com­ba­te ao incên­dio para áre­as lon­ge do fogo. No entan­to, os bri­ga­dis­tas não con­se­gui­ram sal­var 32 ani­mais, bovi­nos da raça Can­chim. Dez estão em tra­ta­men­to com os vete­ri­ná­ri­os da Embrapa.

Expe­ri­men­tos de pes­qui­sas tam­bém foram atin­gi­dos pelo fogo.

A Embra­pa Pecuá­ria Sudes­te faz a manu­ten­ção dos acei­ros anu­al­men­te antes do perío­do crí­ti­co de seca e segue as regras em ter­mos de lar­gu­ra e loca­li­za­ção. Além dis­so, tem Bri­ga­da de Incên­dio pró­pria. O trei­na­men­to anu­al dos inte­gran­tes ocor­reu em dezem­bro de 2020, com ori­en­ta­ção do Cor­po de Bom­bei­ros de São Carlos.

Não há mais focos de incên­dio na área da Embrapa.

Veja mais deta­lhes na a nota de escla­re­ci­men­to aqui.

Fon­te: Embra­pa Pecuá­ria Sudeste

Rolar para cima