Futuro do leite em debate na Megaleite - Balde Branco

Even­to rea­li­za­do em Belo Hori­zon­te dis­cu­te pers­pec­ti­vas para o setor. Pales­tras estão dis­po­ní­veis no YouTube

O even­to “Pen­san­do o futu­ro da pro­du­ção de lei­te” levou à dis­cus­são sobre as pers­pec­ti­vas para a cadeia pro­du­ti­va para a Mega­lei­te. Pro­mo­vi­do pela Faemg-Fede­ra­ção da Agri­cul­tu­ra e Pecuá­ria do Esta­do de Minas Gerais e pela Embra­pa Gado de Lei­te, o even­to reu­niu cer­ca de 600 pes­so­as no audi­tó­rio do Expo­mi­nas. Pen­san­do o futu­ro con­tou com cin­co pales­tras e um deba­te com lide­ran­ças do setor, ambos dis­po­ní­veis no You­Tu­be, por meio do canal da Embra­pa no YouTube.

O deba­te teve como con­vi­da­dos o pre­si­den­te da Faemg, Rober­to Simões, que apre­sen­tou uma visão sobre o novo sin­di­ca­lis­mo no setor; o che­fe-geral da Embra­pa Gado de Lei­te, Pau­lo do Car­mo Mar­tins, que dis­cu­tiu pes­qui­sa e ino­va­ção na pecuá­ria de lei­te; o pre­si­den­te da Comis­são Naci­o­nal de Bovi­no­cul­tu­ra de Lei­te da CNA, Rodri­go Alvim, que falou sobre como se pre­pa­rar para os desa­fi­os do futu­ro; o dire­tor de cap­ta­ção e logís­ti­ca da Emba­ré, José Antô­nio Ber­nar­des, com o tema “Indús­tria e Pro­du­tor: como esta­be­le­cer uma rela­ção de suces­so; além do pro­du­tor de lei­te, Ricar­do Fer­rei­ra Godi­nho, que abor­dou as mudan­ças que estão ocor­ren­do no setor produtivo.

No dia ante­ri­or ao even­to, o pes­qui­sa­dor Mar­cos Viní­cius Gual­ber­to Sil­va apre­sen­tou na Mega­lei­te o Pro­je­to Geno­ma Giro­lan­do.  O Pro­je­to é uma par­ce­ria da Embra­pa com a Asso­ci­a­ção Bra­si­lei­ra dos Cri­a­do­res de Giro­lan­do e as empre­sas CRV Lagoa e Zoe­tis. Como resul­ta­do, em bre­ve esta­rá no mer­ca­do uma tec­no­lo­gia que vai tor­nar pos­sí­vel a sele­ção genô­mi­ca da raça Girolando.

Com essa tec­no­lo­gia, os tes­tes de pro­gê­nie dos pro­gra­mas de melho­ra­men­to em gado lei­tei­ro pode­rão usar o valor genô­mi­co de tou­ros e vacas para as raças Giro­lan­do e Gir. Com o per­fil gené­ti­co do ani­mal, o pro­du­tor toma­rá deci­sões sobre as estra­té­gi­as de cru­za­men­to e deci­di­rá se uti­li­za ou não um tou­ro jovem em pro­gra­mas de tes­te de pro­gê­nie, por exemplo.

A sele­ção genô­mi­ca irá raci­o­na­li­zar o pro­ces­so de melho­ra­men­to gené­ti­co, tornando‑o menos arris­ca­do ao pro­du­tor. Supon­do que o cri­a­dor tenha vári­os tou­ri­nhos com o mes­mo grau de paren­tes­co (irmãos com­ple­tos), caso ele pos­sua recur­sos para ins­cre­ver ape­nas um indi­ví­duo para o tes­te de pro­gê­nie, a com­pa­ra­ção do genó­ti­po de cada um deles defi­ni­rá o mais ade­qua­do para o programa.

Sumá­ri­os – Duran­te a apre­sen­ta­ção, que reu­niu cer­ca de 100 pes­so­as, foi divul­ga­do o Sumá­rio de Tou­ros da Raça Giro­lan­do. Em sua déci­ma segun­da edi­ção, o sumá­rio traz 12 novos repro­du­to­res. Tam­bém foi apre­sen­ta­do a quin­ta edi­ção do Top 1.000 Giro­lan­do, que apre­sen­ta o valor gené­ti­co de mil fême­as, ofe­re­cen­do aos cri­a­do­res a opção de esco­lher as melho­res mães para os futu­ros tou­ros e vacas, ace­le­ran­do o pro­ces­so de melho­ra­men­to gené­ti­co. Só a raça Giro­lan­do no Bra­sil pos­sui esse tipo de serviço.

Outro docu­men­to divul­ga­do foi o Sumá­rio Genô­mi­co de Fême­as Jovens. Este docu­men­to tam­bém é uma novi­da­de da Giro­lan­do, sen­do o úni­co na pecuá­ria bra­si­lei­ra. Por meio da genô­mi­ca, o sumá­rio iden­ti­fi­ca fême­as de poten­ci­al pro­du­ção que ain­da não têm his­tó­ri­co de lac­ta­ção. Isso pos­si­bi­li­ta ao pro­du­tor ante­ci­par o futu­ro, resul­tan­do em esco­lhas corretas.

Rolar para cima