DSM anuncia parceria com startup OnFarm - Balde Branco

Os ven­ce­do­res de todas as cate­go­ri­as do pro­gra­ma da área de Rumi­nan­tes da DSM, deten­to­ra da mar­ca Tor­tu­ga, pode­rão con­tar com um sis­te­ma de cul­tu­ra na fazen­da da OnFarm que per­mi­te iden­ti­fi­car o agen­te cau­sa­dor da mas­ti­te em 24h

 
 

Programa Qualidade do Leite Começa Aqui! da DSM anuncia parceria com startup OnFarm 

A área de Rumi­nan­tes da DSM, deten­to­ra da mar­ca Tor­tu­ga® de suple­men­tos nutri­ci­o­nais para bovi­nos, anun­cia uma novi­da­de. O Pro­gra­ma Qua­li­da­de do Lei­te Come­ça Aqui!, da empre­sa, aca­ba de fir­mar uma par­ce­ria com a OnFarm com foco na melho­ra da qua­li­da­de do lei­te e dos resul­ta­dos pro­du­ti­vos nas fazen­das. Com a nova par­ce­ria, os pri­mei­ros colo­ca­dos da eta­pa naci­o­nal do pro­gra­ma, além de serem pre­mi­a­dos com uma tone­la­da de Bovi­gold Cri­na RumiS­tar, tam­bém serão reco­nhe­ci­dos com o Smar­tLab da star­tup. A par­tir da tec­no­lo­gia da OnFarm, os pro­du­to­res podem iden­ti­fi­car o agen­te cau­sa­dor da mas­ti­te em pouquís­si­mo tem­po (ape­nas 24 horas), favo­re­cen­do a agi­li­da­de na toma­da de deci­sões para com­ba­te a essa enfer­mi­da­de que reduz os ganhos pro­du­ti­vos nas pro­pri­e­da­des de leite.

A super­vi­so­ra da cate­go­ria Gado de Lei­te da DSM, Verô­ni­ca Lopes, des­ta­ca que o resul­ta­do des­sa par­ce­ria repre­sen­ta mais um estí­mu­lo aos pro­du­to­res para par­ti­ci­pa­rem do Pro­gra­ma Qua­li­da­de do Lei­te Come­ça Aqui!. “É mais uma van­ta­gem para os nos­sos cli­en­tes, pois ao iden­ti­fi­car os agen­tes cau­sa­do­res da mas­ti­te em ape­nas 24 horas, o pro­du­tor pode tomar deci­sões rápi­das para com­ba­ter à mas­ti­te por meio de pro­to­co­los de tra­ta­men­to que oti­mi­zam o uso de anti­bió­ti­cos e a pro­du­ção de lei­te e, assim, con­se­guem fazer melhor ges­tão de CCS e qua­li­da­de do lei­te”, con­ta a especialista.

Para Car­los Paez, head de ven­das da OnFarm, a par­ce­ria per­mi­te um novo olhar para o con­tro­le da mas­ti­te. “A mas­ti­te é uma doen­ça que impac­ta todos os envol­vi­dos na cadeia lei­tei­ra, des­de o pro­du­tor até o con­su­mi­dor final. A OnFarm foi desen­vol­vi­da para ofe­re­cer uma solu­ção ino­va­do­ra para o setor. O sis­te­ma de cul­tu­ra na fazen­da empo­de­ra o pro­du­tor e per­mi­te uma toma­da de deci­são asser­ti­va. A tec­no­lo­gia con­tri­bui para o uso raci­o­nal de anti­bió­ti­cos, menos des­car­te de lei­te e auxi­lia na imple­men­ta­ção de um pro­to­co­lo de tra­ta­men­to asser­ti­vo, fei­to com um emba­sa­men­to robus­to em dados. Além dis­so, a comu­ni­da­de de OnFar­mers tem aces­so a infor­ma­ções que pro­por­ci­o­nam uma visão glo­bal sobre o sta­tus da pato­lo­gia na pro­pri­e­da­de, o que per­mi­te a ado­ção de estra­té­gi­as não ape­nas de con­tro­le, mas tam­bém de pre­ven­ção da pato­lo­gia”, detalha.

Esse ano, o Pro­gra­ma Qua­li­da­de do Lei­te Come­ça Aqui! com­ple­ta dez edi­ções. Ao agre­gar par­ti­ci­pan­tes de todas as baci­as lei­tei­ras do país, o pro­gra­ma ava­lia uma série de cri­té­ri­os que con­tri­bu­em para aumen­tar o ren­di­men­to indus­tri­al e que são leva­dos em con­si­de­ra­ção em vári­as plan­tas cap­ta­do­ras, inclu­si­ve com refle­xo na melho­ra da remu­ne­ra­ção dos pro­du­to­res. Entre eles, des­ta­que para o bai­xo teor de célu­las somá­ti­cas e altos índi­ces de pro­teí­na e gor­du­ra no lei­te. “Pro­du­zir lei­te de manei­ra segu­ra, com alto teor de pro­teí­na e gor­du­ra e com bai­xo nível de célu­las somá­ti­cas é um dos prin­ci­pais desa­fi­os da pecuá­ria lei­tei­ra do Bra­sil”, res­sal­ta Verônica.

Tec­no­lo­gia é fun­da­men­tal para pro­du­zir lei­te de alta qualidade

Quan­do se fala em pro­du­ção de lei­te de alta qua­li­da­de, a ado­ção da tec­no­lo­gia é um pon­to fun­da­men­tal. Além de apoio de recur­sos como, por exem­plo, a pla­ta­for­ma OnFarm para a ges­tão da mas­ti­te, a aten­ção para a nutri­ção dos ani­mais é deter­mi­nan­te não só para qua­li­da­de do lei­te, mas, tam­bém, para o suces­so dos índi­ces zoo­téc­ni­cos de modo geral. Do port­fó­lio da Tor­tu­ga®, des­ta­que para a linha Bovi­gold®, que tem pro­du­tos que com­bi­nam os adi­ti­vos CRI­NA® e RumiS­tarTM aos Mine­rais Tor­tu­ga que, jun­tos, pro­mo­vem mai­or pro­du­ção das vacas (até as que já têm alto desempenho).

Fon­te: Asses­so­ria de Comu­ni­ca­ção da DSM-Tortuga

 

Rolar para cima