Cooperativas dos Campos Gerais fecham 2020 com mais de R$ 2 bi de faturamento - Balde Branco

Pro­du­ção tota­li­zou mais de 3,5 milhões de litros por dia nas Uni­da­des de Bene­fi­ci­a­men­to de Lei­te de Cas­tro, Pon­ta Gros­sa e Itapetininga

Cooperativas de lácteos dos Campos Gerais fecham 2020 com mais de R$ 2 bilhões de faturamento

As coo­pe­ra­ti­vas Frí­sia, Cas­tro­lan­da e Capal, repre­sen­ta­das pela mar­ca ins­ti­tu­ci­o­nal Unium, fecha­ram o ano de 2020 com novas con­quis­tas, ape­sar das difi­cul­da­des impos­tas pela pan­de­mia da Covid-19. Com 1.114 cola­bo­ra­do­res divi­di­dos entre três Uni­da­des de Bene­fi­ci­a­men­to de Lei­te (em Cas­tro, Pon­ta Gros­sa e Ita­pe­ti­nin­ga), a pro­du­ção de lác­te­os atin­giu um volu­me de pro­du­ção de 3,541 milhões de litros por dia em 2020.

Para o geren­te comer­ci­al da Cas­tro­lan­da, Egi­dio Maf­fei, os bons resul­ta­dos do setor são refle­xo da mudan­ça de con­su­mo dos bra­si­lei­ros. “Foi notá­vel o aumen­to no con­su­mo de lei­te e deri­va­dos no ano de 2020, impul­si­o­na­dos, prin­ci­pal­men­te, pelo auxí­lio emer­gen­ci­al, pelo cres­ci­men­to do home offi­ce e das refei­ções em casa, e esse aumen­to teve impac­to dire­to na indús­tria. Além dis­so, a Unium segue inves­tin­do em tec­no­lo­gia e expan­são para aumen­tar cada vez mais sua capa­ci­da­de de pro­du­ção”, ressalta. 

Em 2020, a Unium inves­tiu mais de R$18 milhões na estru­tu­ra de lác­te­os. “O inves­ti­men­to na indús­tria e o aumen­to no con­su­mo andam jun­tos. Quan­to mais nos dedi­ca­mos ao ciclo pro­du­ti­vo e à qua­li­da­de dos pro­du­tos, mais sere­mos reco­nhe­ci­dos, tan­to nas pra­te­lei­ras dos super­mer­ca­dos como pelas empre­sas par­cei­ras para as quais indus­tri­a­li­za­mos”, expli­ca Maffei. 

Pro­je­tos para 2021

Para este ano, a expec­ta­ti­va é desen­vol­ver ain­da mais a área. “Den­tro da Unium, o ramo de lác­te­os é um car­ro for­te e o obje­ti­vo, ano após ano, é ganhar ain­da mais reco­nhe­ci­men­to e qua­li­da­de para os pro­du­tos. Em 2021 já come­ça­mos com uma con­quis­ta impor­tan­te, que foi a reno­va­ção da cer­ti­fi­ca­ção inter­na­ci­o­nal FSSC 22000”, conta. 

Essa cer­ti­fi­ca­ção, con­ce­di­da pela Bure­au Veri­tas – orga­ni­za­ção mun­di­al res­pon­sá­vel por indi­car padrões rela­ci­o­na­dos à comer­ci­a­li­za­ção, res­pei­to ao meio ambi­en­te e segu­ran­ça dos ali­men­tos -, foi reno­va­da para a Uni­da­de de Bene­fi­ci­a­men­to de Lei­te (UBL) da Unium em Itapetininga/SP.

A indús­tria rece­beu a vali­da­ção após audi­to­ria rea­li­za­da na pri­mei­ra quin­ze­na de 2021 e traz cre­di­bi­li­da­de a toda cadeia envol­vi­da, vis­to que 95% da pro­du­ção da coo­pe­ra­ti­va é des­ti­na­da a mul­ti­na­ci­o­nais e empre­sas naci­o­nais de gran­de por­te. O reco­nhe­ci­men­to glo­bal é base­a­do no sis­te­ma de ges­tão e tra­ta das exi­gên­ci­as para pro­du­tos aca­ba­dos e os processos. 

A Uni­da­de de Bene­fi­ci­a­men­to de Lei­te (UBL) Pon­ta Grossa/PR, tam­bém está dire­ci­o­nan­do esfor­ços para que, ao lon­go de 2021, con­clua o seu pro­ces­so de cer­ti­fi­ca­ção na FSSC 22.000. Já a Uni­da­de de Bene­fi­ci­a­men­to de Lei­te (UBL) de Castro/PR, que atu­al­men­te já pos­sui a FSSC 22.0000, deve pas­sar pela recer­ti­fi­ca­ção até abril des­te ano. 

Além dis­so, outro des­ta­que para o suces­so do setor são as par­ce­ri­as e rela­ções comer­ci­ais entre empre­sas. “A Unium con­ta os mai­o­res players do mer­ca­do de lác­te­os como par­cei­ros comer­ci­ais como mul­ti­na­ci­o­nais e gran­des empre­sas naci­o­nais de refe­rên­cia na área. E essa par­ce­ria e tro­ca de expe­ri­ên­ci­as tra­zem ain­da mais for­ça para todas as envol­vi­das”, fina­li­za o gerente. 

Fon­te: Asses­so­ria de Comu­ni­ca­ção da Unium

 
Rolar para cima