Central Tairana amplia estrutura para atender o crescimento da pecuária brasileira - Balde Branco

 Essas mudan­ças fazem par­te de uma série de inves­ti­men­tos que o Gru­po Semex está desen­vol­ven­do com a Cen­tral Tai­ra­na para seguir pro­por­ci­o­nan­do uma melhor aco­mo­da­ção aos tou­ros, com ambi­en­te agra­dá­vel e total­men­te arborizado

Central Tairana amplia estrutura para atender o crescimento da pecuária brasileira 

A Cen­tral Tai­ra­na, con­si­de­ra­da uma das mai­o­res cen­trais de cole­ta de sêmen bovi­no do Bra­sil, regis­trou um cres­ci­men­to aci­ma de 60% em 2021. Para suprir a alta deman­da do mer­ca­do e expec­ta­ti­vas de cres­ci­men­to pre­vis­tas para este ano, a empre­sa está ampli­an­do a estru­tu­ra e equi­pe inter­na. Essas mudan­ças fazem par­te de uma série de inves­ti­men­tos que o Gru­po Semex está desen­vol­ven­do com a Cen­tral Tai­ra­na para seguir pro­por­ci­o­nan­do uma melhor aco­mo­da­ção aos tou­ros, com ambi­en­te agra­dá­vel e total­men­te arbo­ri­za­do.

“As nos­sas expec­ta­ti­vas com os inves­ti­men­tos rea­li­za­dos na Cen­tral Tai­ra­na é que a empre­sa con­ti­nue geran­do exce­len­tes resul­ta­dos aos pecu­a­ris­tas, e este­ja ain­da mais pre­pa­ra­da para suprir as neces­si­da­des do mer­ca­do, que nes­te ano, pro­me­te avan­çar ain­da mais. Todos os ser­vi­ços desen­vol­vi­dos pela Cen­tral sem­pre envol­ve­ram qua­li­da­de, con­fi­an­ça e trans­pa­rên­cia, vir­tu­des que geram ren­ta­bi­li­da­de ao pecu­a­ris­ta, e que fazem a empre­sa ser reco­nhe­ci­da no mer­ca­do naci­o­nal”, com­ple­men­ta Nel­son Edu­ar­do Ziehls­dorff, dire­tor-pre­si­den­te do Gru­po Semex.

Todo o tra­ba­lho desen­vol­vi­do na Cen­tral é audi­ta­do peri­o­di­ca­men­te pelo Minis­té­rio da Agri­cul­tu­ra, Pecuá­ria e Abas­te­ci­men­to (MAPA), pro­ces­so que garan­te mais con­fi­an­ça ao pecu­a­ris­ta. Além dis­so, o cui­da­do com o ani­mal é pri­o­ri­da­de. Cada tou­ro que che­ga pas­sa por um pro­ces­so de ava­li­a­ção que envol­ve a ali­men­ta­ção e a roti­na de tra­ba­lho que deve­rá ser rea­li­za­do com o ani­mal, assim como o cole­ta­dor res­pon­sá­vel.

Para ter poten­ci­al de atin­gir altos índi­ces de fer­ti­li­da­de jun­to aos demais fato­res que con­tri­bu­em com o resul­ta­do no cam­po, o sêmen cole­ta­do pas­sa por um pro­ce­di­men­to cri­te­ri­o­so duran­te sua aná­li­se e pro­ces­sa­men­to, fina­li­zan­do com tes­te de qua­li­da­de. Na ava­li­a­ção semi­nal do eja­cu­la­do, a moti­li­da­de míni­ma acei­ta no sêmen fres­co é de 60% com defei­tos den­tro dos padrões inter­nos, e todas as doses são con­ge­la­das com 30 milhões de esper­ma­to­zoi­des por palhe­ta para rece­ber o selo Padrão Ouro de Qua­li­da­de, um rigo­ro­so con­tro­le que segue pro­ce­di­men­tos inter­na­ci­o­nais em todo o pro­ces­so de indus­tri­a­li­za­ção do sêmen.

Para asse­gu­rar o Padrão Ouro de Qua­li­da­de, a Cen­tral Tai­ra­na con­ta com o res­pal­do téc­ni­co de pro­fis­si­o­nais que atu­am no labo­ra­tó­rio. Den­tre os vete­ri­ná­ri­os estão: Tati­a­na Issa Uhe­ra­ra, Mau­rí­cio de Faria Sil­va, Milens Mar­ce­lo Fras­ca Belon­ci, Andres­sa Fer­nan­da de O. Maga­lhães e Bru­no de Almei­da Bar­bo­sa. A área de zoo­tec­nia con­ta com: Simo­ne dos Reis Pau­luc­ci, Edu­ar­do Ike­da, Jean Car­los Tor­res de Oli­vei­ra e Renan Yudi Shin­ta­te.

Enten­den­do melhor as refor­mas e a expan­são da Cen­tral Tai­ra­na

Enquan­to mui­tas empre­sas esta­vam rece­o­sas com os impac­tos da pan­de­mia, a Cen­tral come­çou, ain­da em 2020, inves­ti­men­tos para a ampli­a­ção da estru­tu­ra, equi­pe e supor­te téc­ni­co. Tati­a­na Issa Uhe­ra­ra, geren­te geral e res­pon­sá­vel téc­ni­ca, res­sal­ta. “Naque­la épo­ca come­ça­mos os inves­ti­men­tos na área de cole­ta, pique­tes e ali­men­ta­ção dos ani­mais, pas­san­do a pro­du­zir a sila­gem, que antes vinha de fora. Além dis­so, tive­mos inves­ti­men­tos no labo­ra­tó­rio com a aqui­si­ção do Sis­te­ma Casa, para rea­li­zar aná­li­se com­pu­ta­do­ri­za­da das par­ti­das pro­du­zi­das.”

Den­tre as refor­mas e melho­ri­as apli­ca­das na Cen­tral estão a inclu­são de novos pique­tes, ins­ta­la­ções de qua­ren­te­na e de bai­as de cole­ta, para pro­por­ci­o­nar con­for­to tér­mi­co aos novos ani­mais. Atu­al­men­te, a empre­sa con­ta com 300 tou­ros e está ampli­an­do para rece­ber cer­ca de 400 até o final de 2022.

Inves­ti­men­to em pes­so­as

Enquan­to a estru­tu­ra cres­cia, a empre­sa seguiu inves­tin­do em novas con­tra­ta­ções, ofe­re­cen­do cur­sos de aper­fei­ço­a­men­to aos seus cola­bo­ra­do­res e trei­na­men­tos vol­ta­dos para a par­te labo­ra­to­ri­al e mane­jo, visan­do man­ter a exce­lên­cia nos ser­vi­ços, inclu­si­ve na roti­na de expor­ta­ção que está com mui­ta deman­da. “O cres­ci­men­to sóli­do deman­da mui­to mais que infra­es­tru­tu­ra e equi­pa­men­tos de pon­ta, é impor­tan­te ter pes­so­as pre­pa­ra­das para haver con­sis­tên­cia e padrão nos pro­ces­sos. O rigor deve ser sem­pre man­ti­do e o trei­na­men­to é a melhor for­ma de asse­gu­rar a qua­li­da­de”, com­ple­men­ta Tati­a­na.

Ao todo, a empre­sa con­ta com 46 pro­fis­si­o­nais alta­men­te capa­ci­ta­dos, que envol­vem o depar­ta­men­to admi­nis­tra­ti­vo, ope­ra­ci­o­nal e labo­ra­to­ri­al. Para aten­der as deman­das do mer­ca­do, a Cen­tral Tai­ra­na inves­tiu na rees­tru­tu­ra­ção da equi­pe de ges­to­res em vári­as fren­tes, con­tan­do a par­tir de ago­ra, com um cor­po téc­ni­co de cin­co vete­ri­ná­ri­os e seis zoo­tec­nis­tas.

Mau­ri­cio Mino­ru Yama­mo­to assu­miu a super­vi­são comer­ci­al da Cen­tral Tai­ra­na no iní­cio des­te ano. “Nes­ta nova opor­tu­ni­da­de, con­ti­nu­a­rei tri­lhan­do a gran­de his­tó­ria que a empre­sa vem cons­truin­do no cená­rio do melho­ra­men­to gené­ti­co na pecuá­ria naci­o­nal, con­so­li­dan­do as par­ce­ri­as, estrei­tan­do laços com os par­cei­ros, sem­pre entre­gan­do resul­ta­dos e mai­or lucra­ti­vi­da­de para os nos­sos cli­en­tes. Nos últi­mos anos a Tai­ra­na cres­ceu expo­nen­ci­al­men­te e, com isso, novas par­ce­ri­as e fide­li­za­ção dos cli­en­tes serão meu foco de tra­ba­lho.”

Gus­ta­vo Bar­bo­sa de Oli­vei­ra atua há dois anos e seis meses na empre­sa e atu­al­men­te é super­vi­sor admi­nis­tra­ti­vo. “Nes­sa fun­ção fica­rei res­pon­sá­vel pelo setor admi­nis­tra­ti­vo que hoje con­ta com mais qua­tro pes­so­as. Par­ti­ci­po da ges­tão geral da empre­sa, jun­ta­men­te aos demais ges­to­res. Além de auxi­li­ar em outras deman­das jun­to à equi­pe da Semex Bra­sil.”

Luiz Gus­ta­vo Fafa­rão come­çou as ati­vi­da­des na Cen­tral Tai­ra­na recen­te­men­te, assu­min­do como super­vi­sor de ope­ra­ções. Suas ati­vi­da­des envol­vem garan­tir a qua­li­da­de nutri­ci­o­nal, mane­jo dos ani­mais e manu­ten­ção das ins­ta­la­ções. “Minha mis­são é con­tri­buir com o desen­vol­vi­men­to e ampli­a­ção da empre­sa, bus­can­do o melhor ambi­en­te de tra­ba­lho para os cola­bo­ra­do­res e uma exce­len­te ins­ta­la­ção para os ani­mais. Inte­grar à equi­pe sig­ni­fi­ca estar tra­ba­lhan­do com um gru­po de pes­so­as com­pro­me­ti­das com o desen­vol­vi­men­to da pecuá­ria naci­o­nal e mun­di­al, levan­do um pro­du­to final de exce­lên­cia para os nos­sos cli­en­tes.”

Loca­li­za­da em Pre­si­den­te Pru­den­te (SP), a empre­sa con­ta com visi­tas regu­lar­men­te. Na opor­tu­ni­da­de, pecu­a­ris­tas, estu­dan­tes das áre­as de vete­ri­ná­ria e zoo­tec­nia conhe­cem a Cen­tral Tai­ra­na e todas as ações que a empre­sa desen­vol­ve para man­ter o Padrão Ouro de Qua­li­da­de.

Se você dese­ja visi­tar as ins­ta­la­ções e conhe­cer o tra­ba­lho desen­vol­vi­do na Cen­tral Tai­ra­na, fale com Mau­ri­cio Mino­ru Yama­mo­to, atra­vés do canal de aten­di­men­to: (47) 99653 – 5786.


Fon­te: Semex Brasil