Casale apresenta novidades do mercado de misturadores de ração na Agrishow - Balde Branco

A Casa­le, que foi uma das empre­sas ide­a­li­za­do­ras da pri­mei­ra edi­ção da Agrishow, nes­se ano, vai apre­sen­tar além de toda a sua linha de pro­du­tos, tam­bém com des­ta­que aos lan­ça­men­tos ofi­ci­ais da Total­mix SC, Ver­ti­mix AC e tam­bém do mais tec­no­ló­gi­co mis­tu­ra­dor de ração total do mer­ca­do, seu lan­ça­men­to, a RX 270 TechBull

Casale Equipamentos apresenta novidades do mercado de misturadores de ração em nova edição da Agrishow

Consi­de­ra­da a mais impor­tan­te fei­ra agrí­co­la da Amé­ri­ca Lati­na, a Agrishow — Fei­ra Inter­na­ci­o­nal de Tec­no­lo­gia Agrí­co­la em Ação reú­ne anu­al­men­te um públi­co diver­so, com­pos­to por pro­du­to­res e empre­sá­ri­os rurais, pro­fis­si­o­nais do setor ,  ges­to­res de fazen­das pro­du­to­ras, estu­dan­tes, den­tre outros per­fis de visi­tan­tes. Em sua pri­mei­ra edi­ção pre­sen­ci­al des­de o iní­cio da pan­de­mia, o even­to vai con­tar com a par­ti­ci­pa­ção de gran­des empre­sas do agro­ne­gó­cio bra­si­lei­ro, como a Casa­le, que está entre as par­cei­ras da fei­ra des­de seu ano inau­gu­ral, em 1994. Entre os dias 25 a 29 de abril, em Ribei­rão Pre­to (SP), os visi­tan­tes pode­rão conhe­cer as prin­ci­pais novi­da­des do uni­ver­so da tec­no­lo­gia e da ino­va­ção vol­ta­das para o aumen­to da efi­ci­ên­cia das ati­vi­da­des do cam­po, den­tre as quais os novos lan­ça­men­tos de mis­tu­ra­do­res de ração para a pecuá­ria de lei­te ou corte.

Den­tro do mun­do do agro­ne­gó­cio, a Agrishow é apon­ta­da como o espa­ço mais rele­van­te de tro­cas de novas tec­no­lo­gi­as para o desen­vol­vi­men­to da agro­pe­cuá­ria na Amé­ri­ca Lati­na. Em sua últi­ma edi­ção pre­sen­ci­al, em 2019, a fei­ra movi­men­tou um volu­me de R$ 2,9 bilhões, repre­sen­tan­do uma alta nos negó­ci­os entre expo­si­to­res e com­pra­do­res em rela­ção aos anos ante­ri­o­res. Paí­ses lati­no­a­me­ri­ca­nos, como Argen­ti­na, Bolí­via, Colôm­bia e Peru, estão entre os par­cei­ros comer­ci­ais que mar­ca­ram pre­sen­ça no even­to, den­tre outros mun­do afo­ra. A expec­ta­ti­va para este ano, após dois anos sem o encon­tro pre­sen­ci­al, é dobrar o fatu­ra­men­to, além de reu­nir um públi­co de cer­ca de 150 mil pes­so­as e 800 expositores.

A rele­vân­cia da assi­dui­da­de da Casa­le em even­tos des­te tipo é refor­ça­da pela dire­to­ra comer­ci­al da com­pa­nhia, Jaque­li­ne Casa­le Piz­zo­la­to. “Esta­mos pre­sen­tes nos prin­ci­pais even­tos e fei­ras do agro­ne­gó­cio bra­si­lei­ro. É uma opor­tu­ni­da­de de estar mais pró­xi­mo dos pecu­a­ris­tas e cli­en­tes, iden­ti­fi­car­mos as suas reais neces­si­da­des e enten­dê-las. O visi­tan­te con­se­gue ver de per­to o equi­pa­men­to e os dife­ren­ci­ais de uma Casa­le”, afirma.

A Casa­le, que foi uma das empre­sas ide­a­li­za­do­ras da pri­mei­ra edi­ção da Agrishow, nes­se ano, vai apre­sen­tar além de toda a sua linha de pro­du­tos, tam­bém com des­ta­que aos lan­ça­men­tos ofi­ci­ais da Total­mix SC, Ver­ti­mix AC e tam­bém do mais tec­no­ló­gi­co mis­tu­ra­dor de ração total do mer­ca­do, seu lan­ça­men­to, a RX 270 Tech­Bull. A novi­da­de apre­sen­ta mai­or efi­ci­ên­cia ope­ra­ci­o­nal, eco­no­mia em manu­ten­ção, redu­ção de para­das inde­se­ja­das  e mai­or dura­bi­li­da­de em rela­ção aos demais mis­tu­ra­do­res da linha Rotor­mix, além de mai­or segu­ran­ça para ope­ra­ção e manutenção.

A par­ti­ci­pa­ção da Casa­le na esco­lha do nome da Agrishow

A rela­ção da Casa­le com a Agrishow é lon­ga e vem des­de o ano ini­ci­al do even­to, em 1994. No ano ante­ri­or, ins­ti­tui­ções como a Embra­pa (Empre­sa Bra­si­lei­ra de Pes­qui­sa Agro­pe­cuá­ria) e o Ins­ti­tu­to de Pes­qui­sa e Desen­vol­vi­men­to Tec­no­ló­gi­co da Indús­tria de Máqui­nas e Equi­pa­men­tos (Abi­maq), jun­to a empre­sas impor­tan­tes do setor, dis­cu­ti­ram for­mas de via­bi­li­zar a pro­du­ção de uma fei­ra dinâ­mi­ca, envol­ven­do tec­no­lo­gia e ino­va­ção na agro­pe­cuá­ria, aos mol­des da Farm Pro­gress Show, que acon­te­ce anu­al­men­te no esta­do de Illi­nois, nos Esta­dos Unidos.

O nome aca­ta­do para a fei­ra, foi uma suges­tão do então CEO da Casa­le Equi­pa­men­tos, Cel­so Casa­le, que este­ve à fren­te da empre­sa pro­du­to­ra de máqui­nas para pecuá­ria entre 1981 e 2020 e hoje ocu­pa a pre­si­dên­cia do Con­se­lho Con­sul­ti­vo. “A ideia era dar uma rou­pa­gem moder­na e ori­gi­nal ao even­to, por isso o uso do estran­gei­ris­mo e da esco­lha por um nome bre­ve e de fácil assi­mi­la­ção por todo mun­do envol­vi­do”, expli­ca Celso.

Des­de então, a Agrishow pas­sou a ser sedi­a­da na cida­de de Ribei­rão Pre­to. A cida­de do inte­ri­or pau­lis­ta é con­si­de­ra­da a “capi­tal do agro­ne­gó­cio”. Tra­di­ci­o­nal­men­te, a fei­ra é rea­li­za­da na sema­na que com­pre­en­de o final de abril e o iní­cio de maio, isto é, num perío­do que cor­res­pon­de ao momen­to em que os agri­cul­to­res estão ter­mi­nan­do de colher a safra ante­ri­or e se pre­pa­ram para a pró­xi­ma. Tra­ta-se, por­tan­to, do momen­to mais pro­pí­cio para deci­sões envol­ven­do novas aqui­si­ções de máqui­nas, imple­men­tos e demais insumos.

Fon­te: Casa­le Equipamentos