Mais uma vez, agora no caso da brucelose, a prevenção é a melhor estratégia para o produtor manter a sanidade dos animais

SANIDADE

BRUCELOSE

Vacinação e exame diagnóstico são as garantias para Proteger o rebanho 

Essas medidas auxiliam o produtor a enfrentar a doença, que provoca casos de abortos, baixos índices reprodutivos, morte de bezerros e queda na produção de leite, além de ser uma zoonose 

Erick Henrique

Em arti­go publi­ca­do pela pes­qui­sa­do­ra Grá­cia Maria Soa­res Rosi­nha, da Embra­pa, são des­ta­ca­das as gra­ves con­sequên­ci­as que a bac­té­ria Bru­cel­la abor­tus pro­vo­ca prin­ci­pal­men­te em bovi­nos lei­tei­ros e de cor­te, resul­tan­do em ele­va­dos pre­juí­zos. As per­das econô­mi­cas estão rela­ci­o­na­das a abor­tos, a bai­xos índi­ces repro­du­ti­vos, ao aumen­to no inter­va­lo entre par­tos, à dimi­nui­ção na pro­du­ção de lei­te, à mor­te de bezer­ros e à que­da da pro­du­ti­vi­da­de, além de gerar bar­rei­ras inter­na­ci­o­nais ao comér­cio de pro­du­tos de ori­gem ani­mal e per­das na indús­tria, com a con­de­na­ção da car­ne e do lei­te uti­li­za­dos em seus produtos.

De acor­do com a pes­qui­sa­do­ra, estu­dos rea­li­za­dos em 2013 demons­tra­ram que o pre­juí­zo total da bru­ce­lo­se no Bra­sil foi esti­ma­do em US$ 448 milhões, o que equi­va­le, em valo­res atu­ais, a cer­ca de R$ 2,503 bilhões. Além dis­so, a pre­va­lên­cia de focos da bru­ce­lo­se bovi­na em fazen­das bra­si­lei­ras varia de 0,32% a 41,5%. Esses índi­ces, por si só, são mui­to expres­si­vos e afe­tam os dife­ren­tes seg­men­tos da cadeia produtiva.

Para continuar lendo, assine nossa revista

Rolar para cima