Troféu Agroleite abre votação para escolha dos melhores da cadeia leiteira - Balde Branco

A cida­de já está rece­ben­do exem­pla­res das raças bovi­nas que esta­rão expos­tos na Mega­lei­te 2022 nes­te mês de junho

Belo Horizonte começa a se transformar na capital do leite

O Par­que da Game­lei­ra, em Belo Horizonte/MG, já está rece­ben­do as “estre­las” do prin­ci­pal even­to da pecuá­ria lei­tei­ra da Amé­ri­ca Lati­na, a Mega­lei­te 2022 (Expo­si­ção Bra­si­lei­ra do Agro­ne­gó­cio do Lei­te). Pro­gra­ma­da para o perío­do de 15 a 18 de junho, a fei­ra reu­ni­rá mais de 1500 exem­pla­res das raças bovi­nas Giro­lan­do, Gir Lei­tei­ro, Guze­rá, Jer­sey, Simen­tal e Sim­bra­sil. Os ani­mais par­ti­ci­pa­rão das com­pe­ti­ções de jul­ga­men­to e tor­neio lei­tei­ro, além de mos­tra, lei­lões e shop­pings de bovinos.

A fei­ra, que acon­te­ce na capi­tal minei­ra des­de 2016, con­ta com uma pro­gra­ma­ção diver­si­fi­ca­da para todos os públi­cos, incluin­do lan­ça­men­tos de novas tec­no­lo­gi­as, pales­tras, reu­niões téc­ni­cas, Encon­tro dos Pro­du­to­res de Lei­te pro­mo­vi­do pela FAEMG, mini fazen­da de ani­mais, vila gas­tronô­mi­ca com músi­ca, lei­lões, den­tre outras atra­ções. A aber­tu­ra ofi­ci­al da Mega­lei­te será no dia 15 de junho, a par­tir das 9h, e con­ta­rá com a pre­sen­ça de diver­sas auto­ri­da­des polí­ti­cas, lide­ran­ças rurais e visi­tan­tes do Bra­sil e da Amé­ri­ca Latina.

Os visi­tan­tes que pas­sa­rem pelo Par­que da Game­lei­ra pode­rão doar um litro de lei­te na entra­da do recin­to. As doa­ções arre­ca­da­das serão des­ti­na­das ao Pro­je­to Mãos de Cla­ra, para a Asso­ci­a­ção das Obras Pavo­ni­a­nas de Assis­tên­cia e para a CAPE-MG.

De acor­do com o pre­si­den­te da Asso­ci­a­ção Bra­si­lei­ra dos Cri­a­do­res de Giro­lan­do, Odi­lon de Rezen­de Bar­bo­sa Filho, a Mega­lei­te leva­rá para a capi­tal minei­ra os avan­ços do agro­ne­gó­cio, um dos seto­res que mais impac­ta posi­ti­va­men­te a eco­no­mia do país. “O país é refe­rên­cia mun­di­al em gené­ti­ca bovi­na gra­ças ao cri­te­ri­o­so tra­ba­lho de sele­ção que os pecu­a­ris­tas bra­si­lei­ros vêm desen­vol­ven­do nas últi­mas déca­das. E o Giro­lan­do, por ser uma raça de gran­de desem­pe­nho em regiões de cli­ma tro­pi­cal, tem sido uma das raças mais pro­cu­ra­das por outros paí­ses. É a segun­da que mais ven­de sêmen atu­al­men­te”, assegura.

A raça Giro­lan­do sur­giu no Bra­sil a par­tir do cru­za­men­to entre as raças Gir e Holan­dês e hoje cor­res­pon­de a 80% do lei­te pro­du­zi­do no país, segun­do dados da Embrapa.

Fon­te: Girolando