Auster Nutrição Animal fatura R$ 371 milhões em 2021 - Balde Branco

“Nos­sa fábri­ca foi inau­gu­ra­da em 2012 e, des­de então, dobra­mos a recei­ta a cada qua­tro anos. Esse desem­pe­nho decor­re de equi­pe espe­ci­a­lis­ta, inten­sa pres­ta­ção de ser­vi­ços e alta tec­no­lo­gia em nutri­ção ani­mal”, res­sal­ta o CEO Pau­lo Por­ti­lho (foto) 

Auster Nutrição Animal fatura R$ 371 milhões em 2021 e dobra de tamanho em quatro anos 

A Aus­ter Nutri­ção Ani­mal supe­rou as adver­si­da­des do mer­ca­do e encer­rou 2021 com fatu­ra­men­to de R$ 371 milhões, o que repre­sen­ta cres­ci­men­to de 25% sobre o ano ante­ri­or (R$ 297 milhões).

“Supe­ra­mos nos­sa meta, que era cres­cer 20% mes­mo em um ano reple­to de difi­cul­da­des, como escas­sez e aumen­to em dólar das maté­ri­as-pri­mas impor­ta­das e pre­ços ele­va­dos do milho e da soja. Essa situ­a­ção pres­si­o­nou as des­pe­sas dos avi­cul­to­res, sui­no­cul­to­res e pro­du­to­res de lei­te, porém sou­be­mos admi­nis­trar bem. Ampli­a­mos a equi­pe téc­ni­co-comer­ci­al para estar ain­da mais pró­xi­mos dos cli­en­tes e foca­mos em solu­ções cus­to­mi­za­das, que efe­ti­va­men­te con­tri­bu­em para o aumen­to da pro­du­ti­vi­da­de com o menor cus­to pos­sí­vel. O resul­ta­do com­pro­va que nos­sa estra­té­gia foi bem-suce­di­da”, diz o CEO Pau­lo Portilho.

Com os núme­ros de 2021, a Aus­ter dobra de tama­nho em com­pa­ra­ção com 2018, quan­do a empre­sa fatu­rou R$ 186 milhões. “Nos­sa fábri­ca foi inau­gu­ra­da em 2012 e, des­de então, dobra­mo­sa recei­ta a cada qua­tro anos. Esse desem­pe­nho decor­re de equi­pe espe­ci­a­lis­ta, inten­sa pres­ta­ção de ser­vi­ços e alta tec­no­lo­gia em nutri­ção ani­mal”, res­sal­ta Pau­lo Por­ti­lho, refor­çan­do o acom­pa­nha­men­to dos resul­ta­dos dos pro­du­to­res mes­mo após a ven­da. “Esta é a recei­ta de suces­so do nos­so trabalho”.

O cres­ci­men­to da pre­sen­ça da Aus­ter foi obser­va­do em todas as regiões do país e em todas as espé­ci­es aten­di­das pela empre­sa (aves de cor­te, aves de pos­tu­ra, suí­nos e gado de leite).

“Des­ta­que espe­ci­al para a uni­da­de de bovi­nos, cujas ven­das mais do que dobra­ram em 2021. A avi­cul­tu­ra tam­bém foi mui­to bem, com cres­ci­men­to de qua­se 40%. A sui­no­cul­tu­ra ficou um pou­co abai­xo, mas tam­bém com desem­pe­nho expres­si­vo”, infor­ma o CEO da Aus­ter Nutri­ção Animal.

Em 2021, a Aus­ter cri­ou 55 pos­tos de tra­ba­lho, prin­ci­pal­men­te nas áre­as téc­ni­ca e comer­ci­al. No total, a empre­sa con­ta atu­al­men­te com 230 cola­bo­ra­do­res. “Refor­ça­mos ain­da mais nos­sa equi­pe com pro­fis­si­o­nais téc­ni­cos com mes­tra­do e dou­to­ra­do em pro­du­ção e nutri­ção ani­mal. Quan­do fala­mos com os cli­en­tes, temos de agre­gar conhe­ci­men­to, con­tri­buin­do para o suces­so do seu negó­cio”, ana­li­sa Portilho.

Na área de inves­ti­men­tos, a Aus­ter já apro­vou a refor­mu­la­ção dos sis­te­mas de emba­la­gem de pro­du­tos, com inves­ti­men­to aci­ma de R$ 12 milhões. Esse novo sis­te­ma per­mi­ti­rá meno­res per­das indus­tri­ais, menor cus­to ope­ra­ci­o­nal e faci­li­ta­rá subs­tan­ci­al­men­te a capa­ci­da­de de car­ga e expe­di­ção, com pal­lets mais bem for­ma­dos e está­veis. “A Aus­ter dese­ja aten­der seus cli­en­tes não ape­nas com tec­no­lo­gia, mas com efi­ci­ên­cia indus­tri­al cres­cen­te”, acres­cen­ta Pau­lo Portilho.

De olho no con­tí­nuo cres­ci­men­to da Aus­ter, Por­ti­lho não des­car­ta aber­tu­ra de capi­tal nos pró­xi­mos anos. Nes­se pro­ces­so, a empre­sa está aten­ta ao mer­ca­do bra­si­lei­ro em bus­ca de opor­tu­ni­da­des de aqui­si­ção. “Que­re­mos diver­si­fi­car nos­sas ati­vi­da­des e inten­si­fi­car o rit­mo de cres­ci­men­to, a des­pei­to dos nos­sos núme­ros robus­tos”, assi­na­la o CEO.

Fon­te: Aus­ter Nutri­ção Animal