Aplicadores de medicamento de fluxo contínuo - Balde Branco

A empre­sa neo­ze­lan­de­sa Sim­cro, que recen­te­men­te pas­sou a atu­ar no mer­ca­do bra­si­lei­ro, está lan­çan­do no mer­ca­do apli­ca­do­res de flu­xo con­tí­nuo. O pro­du­to man­tém a medi­ca­ção ou vaci­na­ção até o final, pro­por­ci­o­nan­do ganhos em agi­li­da­de e efi­ci­ên­cia. “É menos can­sa­ti­vo para quem apli­ca por não ser  neces­sá­rio parar para pre­en­cher nova­men­te, como ocor­re nas pis­to­las comuns”, expli­ca o médi­co vete­ri­ná­rio Rena­to Rocha, geren­te comer­ci­al da empre­sa para a Amé­ri­ca Latina.

Outro bene­fí­cio dos inje­to­res de flu­xo con­tí­nuo é que garan­tem menor con­ta­mi­na­ção do pro­du­to, que não entra em con­ta­to com a agu­lha da serin­ga e, sim, com o adap­ta­dor do fras­co do medi­ca­men­to que é conec­ta­do ao dis­po­si­ti­vo. Isso faz com que não seja neces­sá­rio furar a tam­pa do pro­du­to outras vezes, como ocor­re nas pis­to­las comuns. Mais infor­ma­ções: http://simcro.com/pt/

Rolar para cima