7ª Prova de Leite a Pasto da Embrapa no DF - Balde Branco

Coor­de­na­da pela Embra­pa Cer­ra­dos e pela Asso­ci­a­ção Cri­a­do­res de Zebu do Pla­nal­to (ACZP), a pro­va zoo­téc­ni­ca bus­ca o melho­ra­men­to gené­ti­co das raças zebuí­nas com apti­dão lei­tei­ra por meio da iden­ti­fi­ca­ção de matri­zes em gru­pos de ani­mais con­tem­po­râ­ne­os de cada raça que apre­sen­tem poten­ci­al gené­ti­co para a pro­du­ção de lei­te a pasto

7ª Prova de Leite a Pasto da Embrapa no DF abre inscrições em junho

Os cri­a­do­res que vão inse­mi­nar ou cobrir novi­lhas Gir Lei­tei­ro, Sin­di, Guze­rá ou seus cru­za­men­tos duran­te o mês de mar­ço até o dia 4 de abril pode­rão, a par­tir de 1º de junho, ins­cre­ver ani­mais na 7ª Pro­va Bra­si­lei­ra de Pro­du­ção de Lei­te a Pas­to do Zebu Lei­tei­ro no Cen­tro de Tec­no­lo­gi­as para Raças Zebuí­nas (CTZL) da Embra­pa Cer­ra­dos (DF), que será rea­li­za­da a par­tir de 4 de outu­bro e terá dura­ção de 12 meses, sen­do dois meses de adap­ta­ção e 10 meses de avaliação.

Coor­de­na­da pela Embra­pa Cer­ra­dos e pela Asso­ci­a­ção Cri­a­do­res de Zebu do Pla­nal­to (ACZP), a pro­va zoo­téc­ni­ca bus­ca o melho­ra­men­to gené­ti­co das raças zebuí­nas com apti­dão lei­tei­ra por meio da iden­ti­fi­ca­ção de matri­zes em gru­pos de ani­mais con­tem­po­râ­ne­os de cada raça que apre­sen­tem poten­ci­al gené­ti­co para a pro­du­ção de lei­te a pas­to. Nes­ta edi­ção, os téc­ni­cos vão iden­ti­fi­car as melho­res novi­lhas das raças Gir Lei­tei­ro, Sin­di, Guze­rá e seus cru­za­men­tos que, em 305 dias de lac­ta­ção em pas­to rota­ci­o­na­do com suple­men­ta­ção, se des­ta­ca­rem nos atri­bu­tos pro­du­ção de lei­te, repro­du­ção, ida­de ao par­to, qua­li­da­de do lei­te, per­sis­tên­cia de lac­ta­ção e ava­li­a­ção morfológica.

Para o pes­qui­sa­dor Car­los Fre­de­ri­co Mar­tins, coor­de­na­dor da Pro­va, a ava­li­a­ção é de fun­da­men­tal impor­tân­cia para que o cri­a­dor pos­sa com­pa­rar todos os atri­bu­tos de impor­tân­cia econô­mi­ca na pro­du­ção lei­tei­ra dos seus ani­mais com os do gru­po de novi­lhas con­tem­po­râ­ne­as de outros cri­a­tó­ri­os e de dife­ren­tes aca­sa­la­men­tos. “Com isso, ele pode veri­fi­car como está o sis­te­ma de cri­a­ção e aca­sa­la­men­tos na pro­pri­e­da­de”, afirma.

Mar­tins apon­ta que a Pro­va tam­bém é impor­tan­te para os cri­a­do­res que ain­da não fazem con­tro­le lei­tei­ro na fazen­da, sen­do uma opor­tu­ni­da­de para rea­li­za­rem o pri­mei­ro con­tro­le lei­tei­ro ofi­ci­al e come­ça­rem a comer­ci­a­li­zar gené­ti­ca. “Eles terão a com­pa­ra­ção dos ani­mais não só em nível local, na Pro­va, como em nível naci­o­nal, pois a ava­li­a­ção da lac­ta­ção é ofi­ci­al pela Asso­ci­a­ção Bra­si­lei­ra de Cri­a­do­res de Zebu (ABCZ)”, diz, expli­can­do que as infor­ma­ções gera­das pela Pro­va ali­men­tam o PMGZ Lei­te Max, pro­gra­ma de melho­ra­men­to gené­ti­co para o zebu lei­tei­ro, e ficam dis­po­ní­veis aos criadores.

O pes­qui­sa­dor des­ta­ca, ain­da, que a Pro­va con­tro­la o ambi­en­te pro­du­ti­vo na pas­ta­gem, o arra­ço­a­men­to e o mane­jo dos ani­mais, sem quais­quer arti­fi­ci­a­lis­mos, em um sis­te­ma de cri­a­ção comu­men­te ado­ta­do nas fazen­das do Bra­sil Cen­tral. “Por isso, ela agre­ga valor ao mate­ri­al gené­ti­co colo­ca­do pelo cri­a­dor, com a chan­ce­la da Embra­pa e da ABCZ. Ao final, as novi­lhas são ran­que­a­das e o pro­du­tor pode ana­li­sar o ran­que­a­men­to de todos os atri­bu­tos medi­dos, per­mi­tin­do que ele faça modi­fi­ca­ções nos aca­sa­la­men­tos e melho­res negó­ci­os com os ani­mais mais bem clas­si­fi­ca­dos”, afirma.

A Pro­va será rea­li­za­da em Bra­sí­lia (DF), no CTZL, loca­li­za­do na DF 180, Km 64 s/n. As ins­cri­ções dos ani­mais pode­rão ser rea­li­za­das a par­tir do dia 01/06/2021 na ACZP, pelo e‑mail aczp.df@uol.com.br. São ofe­re­ci­das 25 vagas para novi­lhas da raça Gir Lei­tei­ro, 10 vagas para novi­lhas da raça Sin­di, 10 vagas para novi­lhas Guze­rá e seis vagas para novi­lhas de cada cru­za­men­to. As vagas serão pre­en­chi­das con­for­me a ordem de che­ga­da das ins­cri­ções. Cada cri­a­dor pode­rá ins­cre­ver até dois ani­mais de cada raça, poden­do, ain­da, ins­cre­ver uma ter­cei­ra novi­lha, que fica­rá em fila de espe­ra caso as vagas não sejam total­men­te preenchidas.

O cri­a­dor que ins­cre­ver ape­nas uma novi­lha paga­rá taxa de R$ 2.800, divi­di­dos em cin­co vezes men­sais. Caso ins­cre­va duas novi­lhas, o valor será de R$ 2.500 por novi­lha, divi­di­dos em cin­co vezes men­sais. Se forem ins­cri­tas três novi­lhas, será cobra­do R$ 2.200,00 por novi­lha, divi­di­dos em 5 cin­co par­ce­las men­sais. Para a geno­ti­pa­gem de iden­ti­fi­ca­ção dos ale­los da beta caseí­na no lei­te e aná­li­se genô­mi­ca para as novi­lhas Gir Lei­tei­ro, será cobra­do R$ 200 por novilha.

Os ani­mais deve­rão dar entra­da no CTZL entre os dias 4 e 8 de outu­bro de 2021. As novi­lhas Gir Lei­tei­ro, Sin­di e Guze­rá devem estar regis­tra­das na ABCZ nas cate­go­ri­as de PO ou LA. Devem ser pri­mí­pa­ras, com ida­de máxi­ma de 46 meses na data do par­to, deven­do estar obri­ga­to­ri­a­men­te ges­tan­tes de sete meses. Os par­tos deve­rão ser rea­li­za­dos duran­te o perío­do de adap­ta­ção no CTZL, no perío­do de 20/12/2021 a 08/02/2022, de acor­do com os perío­dos limi­tes de pari­ção esta­be­le­ci­dos pela ABCZ.

Para mais infor­ma­ções sobre a pro­va zoo­téc­ni­ca, aces­se o edi­tal aqui.

A 7ª Pro­va Bra­si­lei­ra de Pro­du­ção de Lei­te a Pas­to do Zebu Lei­tei­ro tem o apoio da ABCZ, da Asso­ci­a­ção Bra­si­lei­ra de Cri­a­do­res de Gir Lei­tei­ro, da Asso­ci­a­ção Bra­si­lei­ra de Cri­a­do­res de Sin­di, da Asso­ci­a­ção Bra­si­lei­ra de Pro­du­to­res de Lei­te, da Secre­ta­ria de Agri­cul­tu­ra do Dis­tri­to Fede­ral, da Ema­ter-DF, da Fede­ra­ção de Agri­cul­tu­ra do Dis­tri­to Fede­ral, do Sin­di­ca­to dos Cri­a­do­res de Bovi­nos, Equi­nos e Buba­li­nos do Dis­tri­to Fede­ral, da Empre­sa de Pes­qui­sa, Exten­são Rural e Regu­la­ri­za­ção Fun­diá­ria da Paraí­ba, da Uni­ver­si­da­de de Bra­sí­lia e de empre­sas liga­das ao setor pecuário.

Fon­te: Embra­pa Cerrados

Rolar para cima