Suplementação mineral aumenta produção de leite

  • 6 de março de 2019
Suplementação mineral aumenta produção de leite

Esse é o resultado do estudo apresentado pela Biogénesis Bagó que constatou o aumento de mais de 4kg de leite/dia por animal com a suplementação mineral de vacas durante o período de transição. O estudo avaliou o desempenho 372 vacas holandesas, em período de transição, em duas fazendas comerciais, na região de Castro (PR). Os animais que receberam suplementação injetável, contendo vitaminas (A e E) e microminerais (Cobre, Zinco, Manganês e Selênio) aumentaram a produção em média de 4,3kg de leite/dia.

Para chegar a essa conclusão, os animais de duas propriedades distintas com as mesmas condições corporais e dieta, com produção média de 34 kg de leite/dia na lactação, foram distribuídos em dois grupos experimentais e completamente randomizados. O primeiro lote recebeu injeções subcutâneas de 1mL/100 kg p.v. de solução salina e o segundo grupo recebeu tratamento com o suplemento mineral Adaptador MIN e suplemento vitamínico Adaptador VIT na dosagem 1 mL/100kg p.v. Ao final do período do estudo, o lote em tratamento atingiu a produção média de 38,9 kg de leite/dia, enquanto o primeiro grupo, que recebeu apenas solução salina, produziu média de 34,6kg leite/dia.

“Ficou comprovada que a suplementação micro mineral e vitamínica contribui com a integridade do úbere, respostas imunológicas, saúde da glândula mamária e na produção. Por isso, a utilização de suplementação vitamínica e mineral estratégica é crucial durante nesse período de transição em vacas secas e confirma ser uma eficiente ferramenta para melhorar a saúde e a produtividade em vacas leiteiras”, afirma João Paulo Lollato, Coordenador de Serviços Técnicos da Biogénesis Bagó.

Segundo o especialista, o período de transição é considerado crítico, pois há um aumento da concentração plasmática de substâncias oxidativas (radicais livres) que interferem no processo produtivo e imunológico em vacas de leite. “A suplementação extra de micro minerais e vitaminas lipossolúveis são necessárias durante este período porque auxiliam na imunidade de úbere, causando impacto direto na produção e saúde do rebanho”, aponta.