Queijo da Cruzília é premiado na França

  • 11 de julho de 2017
Queijo da Cruzília é premiado na França

Único queijo de mofo azul de terroir brasileiro, fabricado por Queijos Cruzília, é medalha de Prata em concurso realizado em Tours, na França

Santo Casamenteiro, receita exclusiva no País com uma perfeita combinação –  do queijo de mofo Azul de Minas, cream cheese, nozes e damascos , acaba de conquistar a medalha de Prata, no 3º Salão Mundial do Queijo e de Produtos Lácteos, realizado em Tours, na França.

O evento bianual contou com a participação de 650 variedades de queijos, de 190 expositores, que foram avaliadas por 125 jurados especializados no concurso internacional de Melhor Produto (Produit Laitiers). Paralelamente também foi realizado o concurso internacional de Melhor Queijeiro (Meiller Fromager).

O produto mineiro concorreu na categoria de queijos de leite de vaca pasteurizado, o que tornou esta premiação mais inédita, por ser o único queijo de mofo azul considerado de terroir brasileiro a vencer numa categoria na qual a França é referência mundial.

“Curiosamente, isso aconteceu em 13 de junho, dia de Santo Antônio, a inspiração da marca do queijo Santo Casamenteiro”, conta o diretor comercial da Cruzília, Carlos Medeiros de Almeida. O queijo integra o portfólio da linha de queijos exclusivos da Cruzília. Em sua fabricação estão misturados processos industriais e artesanais, caso da enformagem que é realizada manualmente. Sua produção representa 8% do faturamento da empresa.

Fundada no fim dos anos 1980, a empresa produz duas dezenas de queijos finos, cotidianos e criações próprias, divididas em três linhas: “Cruzília Todos os Dias”, “Cruzília Reserva” e os queijos exclusivos: “Azul de Minas”, “A Lenda” e “Santo Casamenteiro”.