Lablab: Banco de proteína no inverno para pecuária orgânica e convencional

  • 25 de fevereiro de 2019
Lablab: Banco de proteína no inverno para pecuária orgânica e convencional

A lablab é uma leguminosa com dupla aptidão, que pode ser utilizada tanto como adubo verde, principalmente fixando nitrogênio no solo, como para alimentação do gado de corte e leite. Até fevereiro, é considerado um bom momento para plantar a lablab para ser utilizada como banco de proteína durante o inverno, na entressafra das pastagens, para manter o bom rendimento dos animais.

A leguminosa também é procurada por produtores orgânicos de leite, que utilizam a planta junto com gramíneas para silagem. “A lablab tem ainda a função de melhorar e fertilizar o solo, pois fixa até 100 toneladas/ha de nitrogênio e ainda auxilia no controle das plantas daninhas, suprimindo a necessidade da capina mecânica”, explica o engenheiro agrônomo e diretor comercial da Piraí Sementes, José Aparecido Donizeti.

Leite orgânico – O pecuarista Fábio Magnani está investindo na produção de leite orgânico em sua propriedade, localizada em Pirassununga -SP. “O leite orgânico tem um preço duas vezes maior que o convencional e é um bom nicho para se investir, mas o principal gargalo desse tipo de produção é a alimentação das vacas”, explica o pecuarista.

Para garantir uma boa nutrição para seu rebanho, Magnani plantou lablab em consorciação com sorgo. No momento, as plantas estão sendo colhidas e transformadas em silagem. “Oferecemos já como alimentação verde e foi bem aceita pelos animais. A produção de leite deu uma recuperada depois da inclusão da leguminosa nos cochos.” Além disso, ele plantará mais uma safra para fazer silagem para o inverno, sem a necessidade de adubação, aproveitando os benefícios que a lablab trouxe para o solo.

……………………………………….

(Fonte: Ello Agronegócio)