Ações de incentivo à pecuária de leite

  • 8 de agosto de 2017

Ampliar em 50% a produtividade nos próximos 10 anos é a meta da Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. O anúncio feito em entrevista exclusiva à Balde Branco, na edição passada, foi repetido pelo secretário Arnaldo Jardim a agricultores familiares durante reunião na Fetaesp-Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Estado de São Paulo, no dia 22 de junho.

De acordo com Jardim, o programa incrementará a produção atual, que é de 1.525 litros/vaca/ano, para 2.000 litros. “Atualmente, o Estado de São Paulo produz apenas 30% do que consome, tendo que importar leite. A ideia é melhorar este cenário, para que possamos alimentar nossa população e toda a indústria de alimentos processados, como iogurtes, queijos e produtos lácteos, uma importante fonte de renda à agricultura familiar”, ele comentou.

A adoção de boas práticas ligadas à alimentação e ao manejo dos animais é uma das ações que podem melhorar a qualidade do leite e a produtividade, conforme ressaltou o titular da Cati-Coordenadoria de Assistência Técnica Integral, João Brunelli Júnior. “A pequena propriedade sobrevive se for eficiente, utilizando tecnologia e gestão adequadas”, destacou, observando que o pequeno produtor precisa adotar estratégias técnicas, priorizando a gestão da propriedade, nutrição do rebanho, boas práticas sanitárias, conforto e bem-estar animal, entre outras ações.